Lava Jato e a discutível competência de Moro

O Documentário “Sérgio Moro: a construção de um juiz acima da lei” reavivou um debate jamais travado nas proporções que merecia: a competência do ex-juiz Sérgio Moro na chamada Operação Lava Jato de Curitiba. Elaborado pela equipe do JornalGGN com a participação do Blog “Marcelo Auler – Repórter”, o trabalho resgatou os primeiros pareceres do Ministério Público Federal do Paraná sobre as ações iniciais do caso, quando apreciados os pedidos d e prisões preventivas, acompanhadas de busca e apreensões e sequestro de bens, dos chamados núcleos compostos por doleiros, familiares e funcionários de suas empresas.

No entendimento do procurador natural do caso – escolhido por sorteio – José Soares Frisch, nada daquilo deveria ser autuado na 13ª Vara Federal de Curitiba, mas sim nos locais onde os crimes foram cometidos: São Paulo e/ou Brasília. Frisch não foi atendido pelo então juiz Moro.

O debate em torno da competência de Curitiba jamais foi aprofundado nos tribunais superiores, embora ela sempre tenha sido questionada. Frisch acabou afastando-se da Lava Jato, sem maiores esclarecimentos

Leia, confira a integra do parecer de Frisch e entenda o debate travado em: https://marceloauler.com.br/lava-jato-e-a-discutivel-competencia-de-moro/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo