“Não sou contra o Bolsa Família”, rebate Mirtes Gonçalves, Presidente da Corrente da Solidariedade

Mirtes Gonçalves e Lisa Gomes – Fotos: Divulgação

O Auxílio Brasil abril de 2022, programa de distribuição de renda do governo que substituiu o Bolsa Família, começou a ser pago na última quinta-feira (14) com valor mínimo de R$ 400.

O fato é que nada muda para quem já recebia o Bolsa Família, os cartões e senhas continuam válidos e podem ser utilizados para saque do Auxílio Brasil até que novos cartões sejam emitidos.

E mesmo esse benefício ajudando milhares de famílias, muita gente ainda é contra o auxílio dado pelo Governo. No mês de março 18 milhões de famílias receberam em média R$ 409,8 e dificilmente conseguem chegar até o final do mês com esse dinheiro.

Percebendo o sofrimento de muitas famílias nas comunidades que trabalha, Mirtes Gonçalves, presidente da Corrente da Solidariedade SP contou em entrevista ao Canal da Lisa Gomes, que não se intimida ao pedir ajuda, “Já levei muitos ‘nãos’ de políticos, mas também já levei muito sim. Quando entro em uma batalha, entro pra vencer”, garante.

Mirtes acredita que é preciso incentivar e capacitar, “Não sou contra o bolsa família, sou contra aquela pessoa que acha que não tem capacidade de ganhar seu próprio sustento e viver o resto da vida com o bolsa família. Todos nós temos condições de sairmos daquela dependência”, explica.

Vale lembrar que neste mês de abril, o Vale Gás também será liberado em conjunto com o benefício.

Assista a entrevista completa:

https://www.youtube.com/watch?v=cSBl5N1JgpQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo