Sobe para 4 o número de vítimas no ataque a uma universidade na Alemanha

Subiu para 4 o número de vítimas no ataque ocorrido na manhã desta segunda-feira (24) em uma universidade na cidade de Heidelberg, no Sudoeste da Alemanha, segundo informações das autoridades policiais locais. Agora são 1 morto e três feridos, dos quais dois em estado grave.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, um jovem solitário e armado invadiu a Universidade de Medicina e entrou em uma sala de aula, efetuando diversos disparos contra os alunos e o professor.

Policiais alemães entra no prédio da Universidade de Heidelberg, no Sudoeste da Alemanha, após um ataque que deixou 1 morto e 3 feridos. – Foto: Euronews/Cortesia

Houve gritaria e muitas pessoas entraram em pânico, correndo em direção as janelas para tentar escapar dos tiros. Alunos que estavam em outras salas rapidamente trancaram as portas para impedir a entrada do suspeito.

Equipes de resgate, dos bombeiros e das polícias foram mobilizadas e enviadas para o campus da universidade, que foi isolado e cercado. Os alunos funcionários e professores que conseguiram escapar foram identificados e levados para um local seguro.

Assim que ouviu o som das sirenes, o suspeito pegou a arma e se suicidou, tirando a própria vida. O corpo ficou caído, inerte na porta da sala de aula.

As autoridades policiais alemãs informaram que o suspeito portava uma arma de cano longo, e que ele se matou momentos antes de ser detido.

Um agressor solitário feriu várias pessoas em um auditório com uma arma longa. O agressor morreu”, disse a polícia de Mannheim, em um comunicado oficial distribuído à imprensa.

Ainda não há informações sobre as identidades do suspeito e das vítimas. Dois feridos encontram-se em estado gravíssimo.

Investigações preliminares realizadas pela polícia local apontam que o ataque não teve motivação política ou religiosa.

Buscas por possíveis cumplices e explosivos foram realizada dentro do prédio da Universidade de Neuenheimer Feld. O campus fica localizado na entrada da cidade de Heidelberg.

O reitor da universidade pediu aos alunos, professores e funcionários que não se aproximem do prédio da faculdade, que abriga principalmente os cursos de Medicina e Ciências Naturais, além de um hospital universitário e um jardim botânico.

O ministro da Justiça da Alemanha, Marco Buschmann, publicou nas suas redes sociais “Notícias terríveis estão chegando de Heidelberg. Meus pensamentos estão com as vítimas e a população local. Obrigado aos serviços de emergência por seu serviço.

Por enquanto as autoridades policiais estão tratando o ataque como incidente doméstico e não um ato terrorista.

Com informações das Agências Deutsche Welle, AFP, Reuters e AP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo