Segundo a Anfavea, a produção de veículos teve alta de 11,6% em 2021

De acordo com o balanço divulgado ontem (7) pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a produção de veículos aumentou 11,6% em 2021.

No ano passado, foram produzidos 2,24 milhões, enquanto em 2020 as montadoras produziram 2,01 milhões de veículos. Na comparação com o mesmo mês de 2020, a produção de dezembro aumentou ligeiramente (0,8%) para um total de 210,9 mil unidades produzidas.

Foto: Divulgação

O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, destacou que, no final do ano, as montadoras lutaram para superar a escassez global de peças que enfrentaram nos últimos meses.

A gente conseguiu puxar a produção em dezembro, trazendo peças, falando com fornecedores, ligando para as nossas matrizes para disponibilizarem semicondutores, de tal forma que a gente pudesse entregar o máximo possível para atender a fila de espera”, disse.

Ao longo do ano passado, as vendas tiveram alta de 3%, mesmo com a valorização dos veículos o que impulsionou também o valor do IPVA 2022.

No entanto, em comparação com o mesmo mês de 2020, as vendas em dezembro caíram 15,1% com 207,1 mil unidades licenciadas.

Automóveis

Em 2021, a produção de automóveis e veículos comerciais leves foi de 2,07 milhões de unidades, um aumento de 8,7%. Na comparação com o mesmo mês de 2020, a produção de dezembro caiu levemente (0,4%) para um total de 197,1 mil unidades produzidas.

Dessa forma, as vendas nestes segmentos caíram ligeiramente (1%), com um total de 1,72 milhões de automóveis e veículos comerciais leves vendidos. Em dezembro, as vendas caíram 22,3% em relação ao mesmo mês de 2020.

Caminhões

A produção de caminhões aumentou cerca de 74,6% no ano passado, visto que foram fabricadas 158.800 unidades. Em dezembro, a produção de caminhões foi de 12,4 mil unidades, um aumento de 18,2% em relação ao ano anterior.

As vendas de caminhões cresceram 43,5% em relação ao ano passado, com 128,7 mil unidades vendidas no segmento. Em dezembro, os licenciamentos aumentaram 20,8%, com 11,8 mil unidades vendidas.

Emprego

A indústria automotiva tinha 103.300 funcionários no final do ano passado, uma queda de 1,5% em relação a novembro de 2020 e uma queda de 0,2% em relação aos níveis de emprego no final de 2020.

Por conta disso, Moraes atribuiu a queda à adoção de programas de demissão voluntária por algumas empresas e à rescisão de contratos de trabalho temporários.

Previsões

A previsão da Anfavea é de aumento de 8,5% nas vendas de veículos em 2022 e de 9,4% na produção neste ano. Além disso, para as exportações, a expectativa é de expansão de 3,6%.

A incerteza causada pela pandemia de covid-19 continua a dificultar as estimativas para o futuro, mas a indústria espera um crescimento “moderado” este ano, lembrou o presidente da associação patronal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo