Em tempos de pandemia, imprensa portuguesa celebra conquista do Sporting

Faltando duas rodadas para terminar a competição, equipe verde e branca conquista o título português após 19 anos. Jornalista Francisco Reis comenta repercussão do título na mídia local.

Desde o tempo da Roma Antiga que o povo se distrai com Pão e Circo. Os tempos são diferentes, mas há mais de cem anos que o futebol faz as vezes do circo. E em tempos de pandemia, onde o noticiário dedica quase que exclusivamente seu foco para falar de vacinas, mortes, tratamentos, e demais assuntos relacionados à saúde, a conquista de um time de futebol depois de longo tempo de jejum mostra que a paixão pelo esporte ainda está muito forte nos jornais.

Francisco Chaveiro Reis, Sporting campeão – Foto: Pedro Nunes (Reuters)

De acordo com o partner da Guess What, empresa de comunicação portuguesa, Francisco Chaveiro Reis, o momento da celebração de um campeonato é importante para que as redações possam sair um pouco do noticiário tenso sobre a pandemia: “A meu ver, que também sou torcedor, não há mal algum. O futebol é um jogo bonito e com desportivismo, pode ser uma parte central e importante da vida de todos nós. O principal atrativo é, a meu ver, a forma como podemos fugir dos problemas das nossas vidas, durante noventa minutos e, nos dias de alegria ou de tristeza desportiva, temos sempre milhares e milhares de pessoas que sentem o mesmo que nós, ao mesmo tempo”.

No Brasil, Portugal e outros países latinos, “o futebol é ainda mais importante e é natural que por isso mesmo, os media lhe deem muita atenção. Em Portugal, há três jornais impressos diários dedicados ao desporto e em especial ao futebol e há longas horas diárias de televisão” compara o jornalista.

Agora com o fim da temporada, com a definição da equipe vencedora, Francisco revela que o número de horas de televisão, notícias online e horas de televisão e rádio aumenta. “Este ano, depois de 19 anos, o Sporting conquistou o campeonato, e isso tem levado a uma cobertura ainda maior”.

Em tempos de pandemia, mesmo a situação a melhorar em Portugal, as notícias relacionadas com a saúde dão, pelo menos por agora, lugar, a notícias sobre futebol e sobre a celebração dos torcedores. “Isso é mau? Não. O povo precisa de notícias mais positivas e daqui a nada, teremos também o Euro 2020, no qual Portugal vai lutar pela reconquista do título. O futebol e as notícias sobre ele não têm que ser uma forma de mascarar ou disfarçar a realidade. Podem ser apenas uma forma de não pensar apenas num só tema, no caso, a pandemia”, completa o jornalista.

Fonte: MF Press Global

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo