Quebra da quarta parede e improvisação são ponto alto de ‘Ensaio Sobre a Lua’

Espetáculo estreou nesta quinta-feira (18) e segue em cartaz até domingo (21)

Em cena, três atores ensaiando para uma suposta peça que logo irão estrear. Ainda no palco, o sonoplasta fazendo sons com seu saxofone e hang drum. Entre a plateia e os atores um véu preto que representa quarta parede, que parece não existir, já que em diversos momentos ela é quebrada com a interação entre os atores e o público em “Ensaio Sobre a Lua”, novo espetáculo do Núcleo Artístico Jair Damasceno.

A peça estreou nesta quinta-feira (18) e segue em cartaz até domingo (21), sempre às 20h, na sede do Circo do Mato. Para garantir o ingresso do espetáculo, que foi contemplado com recurso do Programa de Fomento ao Teatro (Fomteatro 2018), oriundo da Prefeitura de Campo Grande por meio da Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), é necessário chegar com uma hora de antecedência ao local. As apresentações são gratuitas e conta com interprete de libras, tudo para tornar a linguagem do teatro ainda mais próxima do público.

Espetáculo ‘Ensaio Sobre a Lua’ – Foto: Satiro Art Fotografia

Assim que todos entram, são apresentados a dois jovens atores, Yan Gabriel e Nathália Andrade, que são dirigidos pelo veterano do teatro sul-mato-grossense, Jair Damasceno. Todos usam seus próprios nomes, os personagens são eles mesmos. Durante a apresentação eles vão mostrando os bastidores do teatro, como é feito, quem assiste não sabe se o que está vendo é o próprio espetáculo ou um ensaio da peça. Entre a interação entre eles e com o público, os atores vão encenando pequenos trechos de grandes autores.

“Quando entrei e fui assistindo não sabia o que era real ou não, se o diretor estava falando sério com o ator. Depois entendi que muitas partes eram improvisadas, e que o espetáculo é um ensaio. Valeu muito a pena ter vindo assistir”, avalia o estudante Paulo Gilberto.

Como em seus últimos espetáculos, a iluminação é outro grande diferencial, feita com luzes e artefatos de LED. Revelando pouco e mostrando muito, o público fica curioso com o que está por vir.

Espetáculo ‘Ensaio Sobre a Lua’ – Foto: Satiro Art Fotografia

“O espetáculo traz uma linguagem e estética diferentes do que estamos acostumados a ver por aqui, isso o torna muito atrativo. Há elementos corporais e de linguagem muito fortes, assim a iluminação só vem a calhar com a proposta, já que valoriza cada momento dos atores”, afirma a atriz e arte-educadora Thaís Constantino.

A quarta parede, visível para todos, causou estranhamento em algumas pessoas. “Para mim foi angustiante, também sou atriz, nós sabemos que existe a quarta parede, mas deixa-la ali foi algo que me afetou, me causou um pouco de claustrofobia, parecia que estavam presos lá dentro. Ainda assim, foi uma experiência incrível para mim, teatro é isso, tem que incomodar, emocionar”, reflete a professora Alyadna Freitas.

Por ter bastante improvisação, o diretor Jair Damasceno garante que cada noite “Ensaio Sobre a Lua” será um espetáculo diferente. “Toda cena sempre se renova, o teatro é assim”, conclui.

Serviço: A sede do Circo do Mato fica na rua Tonico de Carvalho, 263, bairro Amambaí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo