Ataque com faca deixa 2 mortos e 18 feridos no Japão

Um homem armado com uma faca atacou na manhã desta terça-feira (28), por volta das 07h45min (horário local), um grupo de crianças e adultos que estavam em um ponto de ônibus na cidade de Kawasaki, no Japão. Duas pessoas foram mortas e outras 18 ficaram feridas.

De acordo com as primeiras informações, o suspeito atacou primeiro as crianças que esperavam o transporte escolar. Os adultos tentaram proteger os alunos e desarmar o criminoso, e também foram atacados.

Bombeiros e paramédicos socorrem as vítimas de esfaqueamento em Kawasaki, no Japão — Foto: Kyodo/via Reuters

Equipes de emergência, policiais, bombeiros e paramédicos foram mobilizados e enviados para o local, que foi isolado. O tráfego de veículos na região foi suspenso.

Informações preliminares revelam que os alunos estudam no Caritas Gakuen, uma escola particular que fica localizada a cerca e 1,5 km do local do ataque.

A polícia japonesa informou que 17 crianças e dois adultos (um homem e uma mulher) foram alvos do assassino. Todas as vítimas foram socorridas e levada a um hospital da cidade.

Uma fonte do hospital, que pediu para não ser identificada, informou que um dos alunos, identificado como sendo Hanako Kuribayashi, de 11 anos, e um homem de 39 anos, identificado como sendo Satoshi Oyama, não resistiram aos ferimentos, e morreram quando estavam sendo atendidos pelo médico.

Policiais limpam o asfalto manchado de sangue, onde um homem esfaqueou crianças e adultos em Kawasaki, no Japão – Foto: WhatsApp/NHK

Testemunhas disseram que o suspeito, um homem aparentando ter entre 40 e 50 anos de idade, se aproximou das vítimas com facas nas duas mãos. Em seguida, ele desferiu golpes nas pessoas que estavam no ponto de ônibus.

Ao ver a polícia se aproximar, o criminoso pegou uma das facas e cortou o próprio pescoço. Ele foi socorrido e levado a um hospital, onde morreu em decorrência dos graves ferimentos.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, classificou o ataque como “devastador” e convocou uma reunião ministerial de emergência. “Precisamos manter nossas crianças seguras a todo custo. Eu instruí os ministros para tomarem medidas imediatas para garantir a segurança das crianças no momento de ir e sair da escola“, disse o primeiro-ministro japonês.

Imagem aérea mostra o local onde o criminoso esfaqueou crianças que esperavam ônibus para a escola em Kawasaki, no Japão — Foto: Jun Hirata/Kyodo News via AP

O Japão é consideram um dos países mais seguros do mundo e são raros os casos de violência. O de hoje, no entanto, provocou uma forte comoção na população japonesa.

Dados divulgados pelas autoridades policiais japonesas mostram que os índices de homicídios são baixíssimos e que os ataques com facas são raríssimos.

Em 2016, por exemplo, 19 pessoas morreram após serem esfaqueadas em uma casa de repouso. Este estava sendo o maior assassinato em massa desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Com informações das Agências France Presse, Reuters e NHK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo