Terremoto de 6,8 graus na Escala Richter atinge a Bolívia

Os abalos sísmicos foram sentidos em vários Estados brasileiros e deixaram muitos moradores assustados.

Foto: Divulgação

Um terremoto de magnitude de 6,8 graus na Escala Richter atingiu nesta segunda-feira (02/04) o Sul da Bolívia. Ainda não há informações sobre danos e/ou vítimas, tendo os abalos sísmicos sido sentidos em vários Estados do Brasil.

De acordo com as primeiras informações, divulgadas agora a pouco pelas principais agências internacionais de notícias, o terremoto aconteceu por volta das 09h40min (horário local), com epicentro na Região Sul do país, a 13 km da cidade de Carandayti, a uma profundidade de 557 km.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS – sigla em inglês) confirmou os dados, salientando ainda que novos tremores secundários poderão ocorrer na região.

O Jornal Boliviano ‘El Deber’ informou que pela força do abalo sísmico é bem provável que tenha provocado vítimas. Testemunhas disseram que os tremores foram sentidos em cidades localizadas na Região Norte da Bolívia, como Cochabamba.

Um funcionário do Observatório de San Calixto disse ao Jornal ‘El Deber’, que as autoridades bolivianas ainda não registaram vítimas, mas que os danos na infraestrutura de algumas cidades foram consideráveis.

Já o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) informou que abalos sísmicos foram registrados em cidades dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, além de Brasília, capital federal.

Vários prédios localizados nessas regiões balançaram e, por precaução, foram esvaziados. Em Brasília foram esvaziados os prédios da Infraero, da Terracap, da Secretaria de Segurança Pública e do Ministério da Justiça.

O tremor também foi sentido no Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, mas ele não precisou ser fechado e não houve atrasos e/ou cancelamento de voos.

Na cidade de São Paulo, o prédio da Petrobras foi esvaziado às pressas, tendo os funcionários sido aconselhados a descer as escadas, já que os elevadores foram desligados.

Em Belo Horizonte (MG), o prédio da Empresa Algar também balançou e teve que ser esvaziados. Todos os funcionários tiveram que descer as escadas e tiveram que deixar seus pertences.

Na cidade de Umuarama, no Estado do Paraná, alguns prédios tremeram, mas não houve necessidade de retirar as pessoas, já que o abalo foi de baixa intensidade.

No município de Passo Fundo (RS) várias casas tremeram e sofreram rachaduras. Alguns moradores telefonaram para o Corpo de Bombeiros solicitando informações e ajuda.

Em Itajaí, no Estado de Santa Catarina, a Defesa Civil recebeu cerca de 15 ligações de moradores assustados com os tremores. Apesar do susto, ninguém ficou ferido e os danos nas casas não foram significativos.

Com informações das Agências Brasil, Estado e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo