Duas embarcações naufragam na Costa da Líbia e 30 imigrantes morrem

Imigrantes africanos foram resgatados na manhã deste sábado (25/11) na Costa da Líbia, depois que as embarcações onde estavam afundaram. – Foto: Mahmud Turkia/AFP

Duas embarcações com imigrantes naufragaram na manhã deste sábado (25/11) na Costa da Líbia, causando a morte de pelo menos 30 pessoas. Outras 200 pessoas foram resgatadas com vida e foram levadas para a Base Naval de Trípoli, onde estão sendo examinadas.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, as causas dos dois naufrágios ainda são desconhecidas, mas autoridades líbias decidiram iniciar investigações para saberem o que de fato aconteceu.

O porta-voz da Marinha da Líbia informou agora a pouco, que todos os sobreviventes estão recebendo ajuda do governo, tais como: água potável, comida e cuidados médicos.

A Guarda Costeira Líbia realizou hoje duas operações ao largo da cidade costeira de Garaboulli, a 60 km ao Leste de Trípoli, capital do país. O coronel Abou Ajila Abdelbarri, chefe da Guarda Costeira, informou que assim que chegaram ao local dos naufrágios encontraram um bote inflável afundado, onde várias pessoas tentavam se agarrar e se mante boiando.

Conseguimos salvar cerca de 60 pessoas e retirar 31 corpos da água”, disse o coronel Abou Ajila Abdelbarri.

Ainda de acordo com o coronel, no segundo bote havia cerca de 140 sobreviventes. Ele não soube informar o número exato de imigrantes que estão desaparecidos.

Os imigrantes interceptados e/ou resgatados pelos guardas costeiros da Líbia ficam geralmente detidos em centros de detenção para posterior repatriação a seus países de origem. Desta vez, no entanto, as autoridades decidiram mantê-los na Base Naval em Trípoli, porque os centros de detenção estão lotados, e que colocá-los nestes locais nestas condições, seria mantê-los em condições desumanas e deploráveis.

Com informações das Agências Reuters e France Presse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo