Atentados a bomba deixam pelo menos 28 mortos em Bagdá (Iraque)

Atentados a bomba em Bagdá, capital do Iraque causaram a morte de pelo menos 28 pessoas na madrugada desta terça-feira (30/05) – Foto: Khalid al-Mousily/Reuters

Dois atentados a bomba mataram na madrugada desta terça-feira (30/05) em Bagdá, capital do Iraque, cerca de 28 pessoas e deixaram outras 32 feridas. O Estado Islâmico já assumiu a autoria dos ataques, que foram cometidos com dois carros-bombas.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, os atentados ocorreram nas ruas do Bairro Karrada, durante o término do Ramadã, quando os mulçumanos interrompem o jejum.

Testemunhas disseram que as ruas estavam lotadas, principalmente as que possuem estabelecimentos comerciais que vendem comidas. Um dos ataques ocorreu em frente a uma sorveteria, onde estavam mulheres, crianças e jovens.

Logo após as explosões, equipes de emergência, de resgate e das Forças de Segurança foram mobilizadas e enviadas para a região. Os locais dos ataques foram isolados e interditados e somente veículos oficiais (ambulâncias, bombeiros e polícia) puderam entrar.

Nesta época do ano, quando há a quebra do jejum após o anoitecer, é comum que cidadãos muçulmanos fiquem até tarde da noite celebrando o término do Ramadã.

A Agência de Propaganda do Estado Islâmico, a Amaq, divulgou um comunicado oficial informando que os alvos dos ataques não eram civis iraquianos, mas sim “xiitas” que participavam de uma reunião na região.

Imagens divulgadas pelas principais agências internacionais de notícias mostram a Sorveteria Al-Faqma totalmente destruída. Veículos que estavam estacionados nas imediações também foram destruídos e vários prédios próximos ficaram seriamente danificados.

A rua onde ocorreram os dois ataques ficou coberta de escombros, tendo as autoridades locais determinado o toque de recolher durante toda a noite.

Informações da CNN revelam que a segunda explosão aconteceu nas proximidades de um escritório do governo, e que este ataque causou a morte de uma pessoa e deixou outras seis feridas. A informação, no entanto, ainda não foi oficialmente confirmada.

Em julho de 2016 um atentado com caminhão-bomba causou a morte de 324 pessoas no Bairro de Karrada, tendo este sido o pior ataque já registrado no país desde a invasão do país pelos Estados Unidos em 2003.

O Governo dos Estados Unidos e a União Europeia condenaram os atentados. O Governo da Grã-Bretanha ainda não se manifestou sobre os ataques.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo