Rede Manchete completaria 33 anos; relembre um pouco de sua história

Sede da Bloch Editores e da Rede Manchete de Televisão no Rio de Janeiro – Foto: Divulgação

Sede da Bloch Editores e da Rede Manchete de Televisão no Rio de Janeiro – Foto: Divulgação

A TV Manchete, emissora criada pelo empresário ucraniano Adolpho Bloch, naturalizado brasileiro, completaria 33 anos neste domingo (05/06), caso ainda estivesse no ar, mas devido à crise econômica que afetou o Brasil em 1999, a emissora teve a falência decretada, deixando muitos trabalhadores desempregados e fazendo com que parte de seu arquivo se perdesse.

A crise afetou não somente a Rede Manchete de Televisão, mas também e Bloch Editores, que tinha revistas consagradas, com a ‘Manchete’, ‘Pais & Filhos’, ‘Ele & Ela’, ‘Geográfica Universal’, entre tantas outras.

Vamos relembrar um pouco da história da Rede Manchete de Televisão que ainda deixa muitas saudades, principalmente por causa do seu objetivo principal, o de disseminar em nosso país a cultura e o entretenimento de qualidade.

Sede da Bloch Editores e da Rede Manchete de Televisão no Rio de Janeiro – Foto: Divulgação

Sede da Bloch Editores e da Rede Manchete de Televisão no Rio de Janeiro – Foto: Divulgação

A Rede Manchete estreou oficialmente no dia 05 de junho de 1983, e suas atividades foram oficialmente encerradas em 10 de maio de 1999, devido à crise financeira que assolou o país neste período.

Muitos, no entanto, acreditam que a falência da TV Manchete ocorreu devido a uma série de erros de gestão, cometidos tanto por Adolpho Bloch, quanto pelos diretores da emissora. Sucessivos erros de planejamento acarretaram em milionárias e impagáveis dívidas, fazendo com que houvesse atrasos de salários dos funcionários e, principalmente, queda de audiência, perda de publicidades e fuga de profissionais, que decidiram migrar para outras emissoras, como Bandeirantes, Globo, Record e SBT.

Sede da TV Manchete em São Paulo – Foto: Divulgação

Sede da TV Manchete em São Paulo – Foto: Divulgação

Após 20 anos de operação, a TV Manchete saía do ar, deixando um vazio em muitas pessoas que prefeririam continuar assistindo programas de qualidade, como ‘Bar Academia’, apresentado por Walmor Chagas; ‘Programa de Domingo’, apresentado por Ronaldo Rosas, Leila Richers, entre outros; ‘Clube da Criança’, apresentado por Angélica; entre outros programas.

A Rede Manchete de Televisão entrou pela primeira vez na casa dos brasileiros em um domingo, sendo que neste dia foi levado ao ar uma contagem regressiva e, logo depois, um depoimento de Adolpho Bloch, que apresentou a todos a nova emissora de TV, que prometia revolucionar o sistema.

O imponente prédio da TV Manchete, localizado na Rua do Russel, no Bairro da Glória, no Rio de Janeiro, foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemayer. O Departamento de Jornalismo da emissora estava sediado no local.

Logomarca da TV Manchete – Foto: Divulgação

Logomarca da TV Manchete – Foto: Divulgação

O primeiro programa veiculado, no entanto, foi ‘Mundo Mágico’, que apresentou diversos shows musicais. Após, foi exibido o Filme ‘Contatos Imediatos do Terceiro Grau’, de Steven Spielberg, que impôs a primeira derrota a TV Globo por um placar de 27 a 12 pontos de audiência.

Na dramaturgia, a Rede Manchete teve êxitos e derrotas, mas sempre realizou suas telenovelas com qualidade. Quem não se lembra de ‘Pantanal’ (1990), ‘O Canto das Sereias’ (1990), ‘Kananga do Japão’, ‘Dona Beija’ (1986), ‘Floradas na Serra’ (1991’, ‘Corpo Santo’ (1987), ‘Carmen’ (1989), (1987), ‘A História de Ana Raio e Zé Trovão’, ‘Xica da Silva’, ‘Amazônia’, ‘Marquesa de Santos’ (1984), Ilha das Bruxas (1991), ‘O Farol’ (1991), entre tantas outras.

Cena da Novela ‘Pantanal’ – Foto: Divulgação

Cena da Novela ‘Pantanal’ – Foto: Divulgação

A Novela Pantanal, escrita pelo autor Benedito Ruy Barbosa, chegou a ser oferecida a TV Globo, mas a direção da emissora decidiu não produzir devido ao alto custo. A sinopse foi apresenta a direção da TV Manchete, que gostou da ideia e convidou o diretor Jayme Monjardim para dirigi-la.

O sucesso de Pantanal foi enorme, e fez a Globo sofrer uma nova derrota. Toda a linha de shows do horário nobre foi cancelada, e uma nova novela, a ‘Araponga’, de Dias Gomes, protagonizada por Tarcísio Meira, foi produzida às pressas pela emissora da Família Marinho, para tentar competir com a novela da emissora da Família Bloch.

Cena da Novela ‘Pantanal’ – Foto: Divulgação

Cena da Novela ‘Pantanal’ – Foto: Divulgação

Na linha de shows, a TV Globo apostou em Angélica, que apresentou os programas ‘Clube da Criança’ e ‘Milk Shake’, Walmor Chagas, que apresentou o programa ‘Bar Academia’, Otávio Mesquita, que apresentou o programa ‘Perfil’, entre outros.

No Jornalismo, destaque para o ‘Jornal da Manchete’, o ‘Noite Dia’, o ‘Manchete Verdade’, ‘Documento Especial’, ‘Programa de Domingo’, ‘Conexão Internacional’, entre outros. Os jornalistas Alexandre Garcia, Carlos Chagas, Ronaldo Rosas, Mylena Ciribelli, Cláudia Barthel Marcos Hummel, entre outros, chegaram a trabalhar na extinta TV Manchete.

A Rede Manchete, no entanto, se especializou na cobertura do Carnaval do Rio de Janeiro, que hoje tem um alto valor comercial. A valorização do Carnaval Carioca se deve, sem sombra de dúvida, a TV Manchete e a Bloch Editores, que sempre apostaram alto na cobertura televisiva e fotográfica.

Abaixo trechos de grandes produções da TV Manchete:

Programa Bar Academia – Gonzaguinha

Programa Bar Academia – Tanto Amar – Ney Matogrosso

Novela Kananga do Japão

Novela Marquesa de Santos

Novela Pantanal

Novela Canto das Sereias

Jornal da Manchete

Programa Milk Shake

Programa de Domingo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo