Atentado terrorista mata pelo menos 18 pessoas em shopping de Bagdá, capital do Iraque

Foto: Sabah Arar/AFP

Foto: Sabah Arar/AFP

O Grupo Estado Islâmico (EI) efetuou nesta segunda-feira (11/01) um novo atentado terrorista, desta vez contra um shopping center que fica localizado em Bagdá, capital do Iraque, e causou a morte de pelo menos 18 pessoas. Outras 50 pessoas ficaram feridas sendo 12 em estado grave.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, jhadistas armados e encapuzados invadiram o Shopping Al-Jawhara, no Bairro de New Baghdad, e começaram a atirar contra clientes e funcionários. Posteriormente eles deixaram o estabelecimento comercial, tendo um carro-bomba estacionado nas proximidades explodido, causando mais vítimas.

Policiais e membros das Forças de Segurança chegaram rapidamente ao local, que foi isolado e cercado. Equipes de emergência e ambulâncias também foram mobilizados.

Testemunhas disseram que o ataque durou cerca de 1 hora, e que os terroristas chegaram ao shopping fortemente armados, ameaçando as pessoas que estavam dentro do prédio. Todos os sobreviventes do tiroteio foram feitos reféns.

Ainda segundo as testemunhas, antes de deixarem o prédio alguns jihadistas teriam atirado contra os reféns, matando alguns deles.

Há registro de troca de tiros entre jihadistas e agentes da Força de Segurança, e pelo menos dois terroristas teriam sido mortos na rua. Quatro policiais que estavam nas proximidades também foram mortos.

Em nota distribuída à imprensa, o Estado Islâmico disse que os quatro homens do “califado” teriam promovido o ataque, e que os dois mortos são considerados mártires de uma causa maior.

O comunicado do EI afirma ainda que haverá vingança, e que “o pior ainda está por vir”.

A região aonde fica localizado o shopping é de maioria xiita, grupo alvo dos recentes ataques do Estado Islâmico.

Logo após o atentado, policiais e militares do Exército isolaram e fecharam todos os acessos para a chamada Zona Verde, onde ficam localizadas as embaixadas e os prédios governamentais do Iraque. Várias ruas e avenidas do centro de Bagdá também foram interditadas.

Com informações das Agências AFP, EFE e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo