Sobe para 231 o número de mortos no Terremoto que atingiu o Sul da Ásia

Soldados do Exército Paquistanês carregam helicópteros com comida para os sobreviventes do terremoto que atingiu o país nesta segunda-feira (26/10) – Foto: Hasham Ahmed/AFP Photo

Soldados do Exército Paquistanês carregam helicópteros com comida para os sobreviventes do terremoto que atingiu o país nesta segunda-feira (26/10) – Foto: Hasham Ahmed/AFP Photo

O forte terremoto que atingiu o Sul da Ásia nesta segunda-feira (26/10) já causou a morte de pelo menos 231 pessoas, e deixou outras 1.650 feridas, segundo informações das autoridades afegãs e paquistanesas. Esses números, no entanto, podem aumentar nas próximas horas, porque ainda existem muitas vítimas soterradas.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, as equipes de resgate paquistanesas e afegãs ainda não conseguiram chegar a muitas localidades, que se encontram isoladas. O acesso é difícil, principalmente em decorrência do deslizamento de terra e quedas de barreiras, que obstruíram rodovias e estradas.

O porta-voz da Autoridade Nacional de Gestão de Desastres (NDMA – sigla em inglês) do Paquistão, Ahmed Kamal, informou que as equipes de emergência e de resgate já conseguiram chegar a várias localidades, mas que em outras o acesso ainda é difícil.

“Equipamentos médicos e de resgate já chegaram a algumas das áreas atingidas, mas há outros muitos locais aos quais não foi possível o acesso devido às dificuldades do terreno”, disse Ahmed Kamal.

Ainda segundo o porta-voz do NDMA, helicópteros da Força Aérea devem levar as equipes e suprimentos aos locais que ainda se encontram isolados.

Ao todo, estão sendo enviados para a Província de Khyber Pakhtunkhwa, no Paquistão, na fronteira com o Afeganistão, 1 hospital móvel, 2 mil cobertores, 2 mil tendas de campanha, além de isolantes térmicos.

Voluntários afegãos trabalham em uma casa que desabou na Província de Nangarhar após o terremoto desta segunda-feira (26/10) – Foto: Parwiz / Reuters

Voluntários afegãos trabalham em uma casa que desabou na Província de Nangarhar após o terremoto desta segunda-feira (26/10) – Foto: Parwiz / Reuters

Segundo Ahmed Kamal essa província foi a mais atingida pelo terremoto, e concentra um grande número de mortos (184) e de feridos (1.456). Os feridos estão sendo atendidos de forma improvisada, nas ruínas de um estabelecimento.

O terremoto, de magnitude de 7,5 graus na Escala Richter, também foi sentido na Índia. Vários prédios na capital Nova Délhi tremeram, mas até o momento não há informações sobre danos e/ou vítimas.

No Afeganistão o número oficial de mortos em decorrência do sismo é de 84 pessoas, e o de feridos é de 132 vítimas. Os números, no entanto, podem aumentar nas próximas horas.

Com informações das Agências EFE e France Presse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo