DOF apreende rifle e munições próximo a Iguatemi (MS)

Foto: DOF/MS – Divulgação

Foto: DOF/MS – Divulgação

O Departamento de Operações de Fronteira (DOF) em Mato Grosso do Sul divulgou na tarde deste sábado (19/09), a informação de que policiais da corporação conseguiram apreender em uma estrada que fica localizada nas proximidades do município de Iguatemi, a 420 km de distância de Campo Grande, capital do Estado, armas, munições e petrechos de caça e pesca. Um homem de 58 anos foi detido em flagrante.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do DOF/MS, as apreensões e a prisão do suspeito aconteceram nesta sexta-feira (18/09), durante uma fiscalização de rotina.

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais foram repassados à imprensa, os policiais faziam um patrulhamento de rotina quando avistaram um veículo modelo Fiat Uno, de placas HRO-9821, conduzido por D. S. G., de 43 anos, trafegando pela rodovia, e sinalizaram para que o motorista parasse o automóvel.

Durante a abordagem os policiais checaram os documentos do motorista, do passageiro, identificado pelas iniciais V. G. C., de 58 anos, e os do veículo, e constataram que estavam aparentemente em ordem.

A vistoria realizada no interior do veículo, no entanto, mostrou que o condutor estava transportando munições de diversos calibres (12, 22 e 28), 15 redes de pesca, além de um rifle de ar comprimido, modificado para utilizar munições calibre 22.

Os petrechos, as munições e a arma estavam no banco de trás do veículo, tendo V. G. C. afirmado que todo o material era de sua propriedade, e que o condutor do veículo apenas estava fazendo um favor, levando-o para pescar e caçar na Fazenda ‘Rancho Lomas’. A pescaria seria feita no Rio Maracaí.

Em depoimento, V. G. C. disse que comprou o rifle de ar comprimido na cidade de Pindoty Porã, no Paraguai, e que a modificação da mesma foi feita por um torneiro no município de Tacuru (MS).

Diante dos fatos, os policiais do DOF deram voz de prisão a ambos, e os encaminharam, juntamente com a arma, as munições, os petrechos e o veículo, para a Delegacia de Polícia Civil de Iguatemi, onde V. G. C. foi indiciado por porte ilegal de arma de fogo. Já D. S. G. foi relacionado como testemunha.

Com informações da Assessoria de Comunicação do DOF/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo