Acidente aéreo deixa 20 mortos nos Alpes Suíços

Um avião militar suíço da época da Segunda Guerra Mundial caiu na tarde deste sábado (04/08) nos Alpes Suíços, causando a morte de pelo menos 20 pessoas. As causas do acidente ainda são oficialmente desconhecidas, mas já estão sendo investigadas pelas autoridades policiais.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o acidente aconteceu no Cantão de Grisons, durante uma apresentação. Aparentemente a aeronave perdeu altitude, colidindo no Pico Piz Segnas.

A aeronave, um trimotor Junkers JU 52 HB-HOT, construído em 1939 na Alemanha, pertencia a Empresa JU-Air, fundada em 1982 por um grupo de amigos da Força Aérea da Suíça.

Um avião militar caiu na tarde de sábado (04/08) nos Alpes Suíços, causando a morte de pelo menos 20 pessoas – Foto: Arnd Wiegmann/ Reuters

As autoridades suíças informaram que no momento do acidente todos os assentos estavam ocupados. O avião transportava 17 passageiros e três tripulantes, sendo 11 homens e 9 mulheres.

Equipes de resgate, formadas por bombeiros, policiais, membros do Exército, paramédicos e voluntários, foram mobilizadas e enviadas para a região do acidente, que foi isolado e cercado.

O avião colidiu contra a face oeste do Pico Piz Segnas, nos Alpes Suíços, a uma altura de 2.540 metros, no Leste do país. A aeronave não possuía caixa-preta, o que deve dificultar as investigações.

As investigações terão como base os depoimentos de testemunhas e as análises dos destroços da aeronave.

Ao todo, participam da operação de busca e resgate, cinco helicópteros, dois aviões monomotor e 230 socorristas. Ambulâncias foram colocadas de prontidão.

O chefe de polícia de Grisons, Andreas Tobler, disse em entrevista coletiva que as chances de se encontrar alguém com vida são mínimas.

Não há mais esperança de encontrar alguém com vida“, disse Andreas Tobler.

O presidente da Empresa JU-Air, disse aos jornalistas que o avião não apresentou nenhum problema técnico, e que em julho deste ano ele passou por uma inspeção minuciosa de manutenção.

A imprensa suíça e europeia informou que os passageiros que estavam a bordo participam de uma viagem turística a cidade de Locarno, no Sul do país, e que estavam retornando para Zurique. O pouso estava previsto para acontecer na tarde de sábado (04/08), por volta das 17h (horário local), no Aeroporto Militar de Dubendorf.

Uma testemunha que estava em uma montanha próxima ao local do acidente disse ter visto o avião perder altitude e cair, colidindo violentamente em uma rocha.

O avião deu um giro de 180 graus para o sul e caiu como uma pedra no chão“, disse a testemunha.

Especialistas disseram que os destroços foram localizados em uma área bastante reduzida, o que supostamente descartaria a hipótese de explosão.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo