Caminhonete invade autoescola em Campo Grande (MS)

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul divulgou na tarde desta segunda-feira (12/02), a informação de que policiais da corporação foram acionados para atender a um possível acidente de trânsito no Centro de Campo Grande, capital do Estado.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), o suposto acidente teria ocorrido na madrugada de hoje, por volta das 03h05min (horário de MS), quando um motorista de 38 anos, conduzindo um veículo utilitário, tipo caminhonete, invadiu uma autoescola, danificando as portas de vidro, balcões, mobiliários e equipamentos.

Imagem da câmera de segurança mostra o exato momento que o veículo invade a autoescola em Campo Grande (MS) – Foto: Reprodução/Divulgação

Após danificar o estabelecimento, o passageiro e o motorista fugiram do local apressadamente, sem comunicar o fato a polícia.

Imagens das câmeras de segurança mostram o momento em que o veículo invade o estabelecimento comercial e, principalmente, a fuga do passageiro, que abriu a porta e saiu correndo, levando uma sacola com ele.

O motorista, então, engata a ré e foge em alta velocidade, deixando para trás o estabelecimento com as portas arrombadas. A Polícia Militar foi acionada e imediatamente iniciou buscas na região, mas os suspeitos não foram localizados.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia Civil do Centro. Os policiais civis analisaram as imagens e conseguiram localizar o veículo e o motorista, que foi detido.

O condutor, que não teve a identidade divulgada, foi autuado por dano ao patrimônio privado e evasão do local do acidente.

Em depoimento, ele disse que trabalha como cozinheiro e que pegou a caminhonete do patrão escondido. Sobre a fuga, o rapaz afirmou que ficou com medo de perder o emprego caso o dono do veículo descobrisse o que de fato ocorreu.

Ainda segundo a versão do rapaz, o acidente ocorreu porque ele teria perdido o controle da direção, fazendo o veículo sair da pista e ‘invadir’ o estabelecimento comercial.

No momento da prisão os policiais realizaram o teste do bafômetro, que mostrou que o suspeito não havia ingerido bebida alcoólica. Após prestar depoimento, ele foi liberado. O veículo foi apreendido devido a problemas na documentação.

O dono da autoescola ainda não calculou o prejuízo, já que os danos foram significativos. O forro do telhado e as lâmpadas caíram e móveis e equipamentos que estavam na recepção do estabelecimento ficaram danificados.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo