Stock Light: Gustavo Frigotto renova com Água da Serra/RKL Competições por mais uma temporada

Piloto parte para o seu terceiro ano com a equipe na principal categoria de acesso à Stock Car Brasil

Gustavo Frigotto – Foto: Rodrigo Guimarães

O paranaense Gustavo Frigotto seguirá defendendo as cores da Água da Serra/RKL Competições no ano 2018. Depois de disputar o título em 2017, alcançando oito pódios, duas poles e uma vitória, o curitibano de 23 anos renovou o seu contrato com a equipe chefiada por Edson Ricarte para a temporada de retorno da Stock Light.

Pelo quinto ano consecutivo Gustavo Frigotto terá como patrocinadora a Água da Serra, tradicional indústria de refrigerantes do estado de Santa Catarina. A parceria começou em 2014, quando o piloto disputou a Sprint Race com as cores da marca.

“Acho que formamos uma equipe forte nos últimos anos, que cresceu muito e juntos podemos nos desenvolver ainda mais. Acredito que a Água da Serra/RKL Competições vêm cada vez melhor, já que no ano passado disputamos o título e esse ano temos ainda mais recursos e força para sermos ainda mais rápidos e consistentes. Eu confio muito em todos da equipe, que já é consolidada como vencedora e tem tudo para vencer ainda mais”, disse o piloto.

Gustavo Frigotto no domingo (04/02) em Goiânia (GO) – Foto: Rodrigo Guimarães

A Stock Light

Substituindo o Campeonato Brasileiro de Turismo, a nova categoria de acesso trará incentivos para seus melhores pilotos: em 2018, serão distribuídos mais de R$ 650 mil em premiação ao campeão e ao melhor estreante do ano, somados.

O vencedor do título da Stock Light terá subsidiados os custos com inscrição, pneus e aluguel de motor para entrar na Stock Car, por meio de parceria com a Pirelli e a JL. O estreante melhor classificado na pontuação final do campeonato também terá ajuda financeira com os mesmos itens para disputar uma segunda temporada na Light e, assim, buscar o título.

O calendário prevê oito etapas, sendo sete rodadas duplas e a final em corrida única valendo pontuação dobrada. Todas as provas terão o uso do push to pass – o botão de ultrapassagem – e o pit stop para reabastecimento obrigatório, além da inversão do grid na segunda corrida das rodadas duplas.

Gustavo Frigotto no sábado (03/02) em Goiânia (GO) – Foto: Rodrigo Guimarães

Confira o calendário da temporada:

1ª etapa – 10 de março – Interlagos

2ª etapa – 8 de abril – Curitiba / Alternativa

3ª etapa – 6 de maio – Londrina

4ª etapa – 5 de agosto – Corrida do Milhão – Local a ser divulgado

5ª etapa – 19 de agosto – A ser divulgado

6ª etapa – 23 de setembro – Velo Città

7ª etapa – 21 de outubro – Tarumã

8ª etapa – 9 de dezembro – Interlagos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo