Autor chinês do estudo sobre a “Rota da Seda” virá ao Maranhão para Simpósio Internacional

Evento vai debater potencialidades e oportunidades de desenvolvimento do Brasil na nova Rota da Seda da China

Foto: Divulgação

A Fundação Sousândrade, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (SEDEPE), realiza de 11 a 13 de julho em São Luís o Simpósio Internacional “As Potencialidades do Maranhão na Nova Rota da Seda da China: oportunidades de negócio e de desenvolvimento para o Brasil”. O evento tem como objetivo fornecer informações estratégicas sobre o projeto, e proporcionar uma visão do leque de oportunidades de desenvolvimento econômico que surge para o Brasil com a inserção da capital maranhense na Nova Rota da Seda da China.

Paul Tae-Woo Lee, professor da Universidade Zhejiang, em Zhoushan, na China – Foto: Divulgação

A abertura do Simpósio aconteceu hoje, segunda (11.07) às 9H no Palácio dos Leões. Na terça — feira (12.07) acontece uma agenda sobre o setor de Logística Marítima na sede do Porto do Itaqui. E na quarta — feira (13.07) o evento prossegue com uma palestra sobre o setor de Logística Ferroviária, na sede da FIEMA.

Um dos formuladores da Expansão da Rota da Seda é o professor Paul Lee, PhD, professor da Universidade Zhejiang (China), que virá ao Maranhão, na condição de convidado do Governo do Estado, para um amplo debate sobre o que poderá realmente representar a inclusão da capital na Rota da Seda.

Desde 2013, a China executa o Plano BRI (Belt & Road Initiatives), uma proposta de cooperação internacional, com objetivo de instituir um gigantesco programa mundial de investimentos, envolvendo países de todos os continentes, que compõem cerca de um terço da economia mundial. De acordo com pesquisa da Universidade de Fudan (Xangai-China), a Nova Rota da Seda já investiu 59,5 bilhões de dólares, ou seja, cerca de 315 bilhões de reais, em 2021, na infraestrutura de países. O plano de investimento chinês, engloba 65 países, compreendendo aproximadamente 62% da população e 30% do PIB global.

José Reinaldo Tavares, Secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo do Maranhão – Foto: Divulgação

São Luís do Maranhão é apontada no estudo Strategic Locations for Logistics Distributions Centers Along the Belt & Road, de 2022, elaborado pelos mais renomados especialistas do mundo. A capital maranhense possui extraordinárias condições para receber tal projeto pelas conexões rodoviárias, ferroviárias e condições portuárias excepcionais. A ligação feita pela Ferrovia Norte-Sul, eixo principal do transporte de cargas do Brasil, interligando malhas ferroviárias das cinco regiões do país, é um exemplo. Na região chamada de Arco Norte, ou seja, acima do paralelo 16, nenhum estado possui condições similares de logística de transporte.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, José Reinaldo Tavares, a inclusão de São Luís no maior programa de expansão econômica do mundo, o da China vai garantir vultosos recursos para infraestrutura, centrais de distribuição de mercadorias e acesso privilegiado para exportação a outros países que compõem o projeto.

Além de estreitar essa parceria fundamental com a China, a vinda do professor Lee vai nos subsidiar de informações essenciais a uma fase inédita de desenvolvimento socioeconômico para o Maranhão e, é claro, para nos preparamos para isso”, explica o ex-governador.

Banner do evento – Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo