Melo e Klaasen estreiam nesta terça-feira (7) contra dupla belga no início da temporada de grama na Holanda

Por volta das 11h30 (horário de Brasília), o mineiro e o sul-africano enfrentam Gille e Vliegen. A vitória vale vaga nas quartas de final do ATP 250 de S-Hertogenbosch

Melo foi campeão na Holanda em 2017 (Thiago Ribeiro – @agothi21)

São Paulo (SP) – A temporada de grama começa nesta terça-feira (7) para o mineiro Marcelo Melo e o sul-africano Raven Klaasen. Por volta das 11h30 (horário de Brasília), a dupla estreia no ATP 250 de S-Hertogenbosch diante dos belgas Sander Gille e Joran Vliegen. É o primeiro torneio preparatório para Wimbledon, Grand Slam que será realizado entre os dias 27 deste mês e 10 de julho. Melo foi campeão em S-Hertogenbosch em 2017, jogando ao lado do polonês Lukasz Kubot, seu primeiro título na grama.

Melo e Klaasen voltam a formar parceria neste ano para disputar os torneios na grama. Quando jogaram juntos, por duas semanas, em 2015, o mineiro e o sul-africano comemoraram dois títulos: no Masters 1000 de Xangai, na China, e no ATP 500 de Tóquio, no Japão.

Depois da Holanda, seguem para o ATP 500 de Halle, na Alemanha, de 13 a 19 deste mês, e em seguida para o ATP 250 de Eastbourne, na Inglaterra, entre os dias 20 e 25, até chegarem a Wimbledon, Grand Slam em que Melo foi campeão na edição 2017, com Kubot.

Muito bom voltar a jogar com ele. Muito legal esse retorno. Agora é focar nessa estreia”, afirma Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Asics e Confederação Brasileira de Tênis.

Melo ocupa a 40ª colocação no ranking mundial individual de duplas divulgado nesta segunda-feira (6) pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), com 2.205 pontos. Klaasen, 39 anos, é o atual número 44 do mundo, com 1.958 pontos, e nesta temporada foi vice-campeão do ATP 250 de Marselha, na França, ao lado do japonês Ben McLachlan.

Treze vitórias em 2022 – Na temporada 2022, o mineiro Marcelo Melo soma 13 vitórias. Com o croata Ivan Dodig ganhou cinco jogos nos dois ATP 250 de Adelaide, um no Australian Open e um no Masters 1000 de Miami. Com o alemão Alexander “Sascha” Zverev, Melo tem duas vitórias no Masters 1000 de Monte Carlo. Em Lyon, com Gonzalez, venceu três vezes, com mais uma vitória na estreia em Roland Garros.

Recordista em títulos, participações em Grand Slam, ATP Finals e semanas no topo do ranking – Marcelo Melo, 38 anos, é recordista brasileiro em número de títulos, 35 conquistas, ao lado do também mineiro Bruno Soares. Dos títulos, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de nove ATP 500 e 15 ATP 250. Tem o recorde, também, em semanas no topo do ranking da ATP – 56, único brasileiro na história a ser número 1 do mundo em duplas. E esteve entre os Top 10 por oito temporadas seguidas. É recordista em participações em Grand Slam, com 58 edições até o Australian Open 2022 e em presença no ATP Finals – completou oito seguidas em 2020. Em 2019 chegou a 500 vitórias, na estreia no ATP 500 de Washington, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

O primeiro título de Marcelo em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2022

Vice-campeão

ATP 250 de Adelaide 1, na Austrália

ATP 250 de Lyon, na França

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo