Saiba as probabilidades do Brasil vencer a Copa do Mundo de 2022

A Copa do Mundo de 2022 está se aproximando a cada dia e a principal pergunta na cabeça do torcedor brasileiro é quais as chances de o Brasil finalmente conquistar o hexacampeonato após 20 anos sem vencer o principal torneio do futebol mundial. E os melhores sites de apostas apontam a nossa seleção como favorita. Por isso, fizemos uma análise completa de tudo que envolve a seleção canarinho para a Copa do Catar.

Foto: Divulgação

Com os grupos já definidos para a disputa, o Brasil caiu no grupo G, com adversários muito similares aos enfrentados na primeira fase da copa do mundo de 2018 disputada na Rússia. Em 2022, novamente a seleção brasileira enfrentará Sérvia e Suíça, mudando somente a seleção de Camarões. Na copa anterior a terceira adversária do grupo havia sido a seleção da Costa Rica.

A estreia será no dia 24 de novembro, as 16 h, contra a Sérvia. Em 2018 a seleção brasileira derrotou os sérvios por 2 a 0 na partida que fechava a fase de grupos. Já o segundo jogo no Catar será contra a Suíça, adversária da estreia na copa da Rússia. A partida será realizada no dia 28 de novembro, as 13 h. Naquela ocasião, o Brasil estreou com um amargo empate de 1 a 1 contra os suíços. Por fim enfrentaremos na última rodada da fase de grupos a seleção de Camarões, no dia 02 de dezembro as 16 h. Vale lembrar que esta seleção africana costuma sempre ser um adversário difícil, praticando um futebol rápido e ofensivo em qualquer ocasião.

Leia também: Atual edição do Campeonato Brasileiro tem melhor média de público dos últimos 10 anos

Caso confirme a classificação para as oitavas na copa do mundo de 2022, algo que nenhum torcedor possa imaginar que aconteça diferente, os adversários mais possíveis para a Seleção Brasileira devem ser Portugal ou o Uruguai, que integram o grupo H.

Em um cenário em que a seleção brasileira siga avançando, surgiriam como prováveis adversários em quartas de final equipes que venham dos grupos E ou F. Neste caso, as equipes mais prováveis seriam Espanha, Alemanha ou Bélgica.

Já para as semifinais, rivais tradicionais como Argentina ou Holanda surgiriam como as maiores probabilidades para a seleção brasileira. E as seleções que provavelmente só cruzarão o caminho do Brasil em uma grande final são França, a atual campeã do mundo, ou Inglaterra, vice-campeã da Eurocopa.

Quais os principais motivos para o torcedor brasileiro ficar otimista ou alerta

Se por um lado hoje o futebol que a seleção brasileira vem jogando passa longe de encher os olhos do torcedor, por outro os números da equipe fazem acreditar na conquista do mundial. Tendo encerrado a sua participação nas eliminatórias para a copa do mundo do Catar como líder invicta, a seleção brasileira voltou a liderar o ranking da FIFA. Desde 2017 a seleção não chegava ao lugar mais alto do ranking.

Foto: Divulgação

Ainda que o ranking da FIFA e os principais sites de apostas coloquem o Brasil como favorito é preciso manter o olho aberto. A seleção francesa, algoz da seleção brasileira em algumas ocasiões também vem bem e no momento detém o título de campeã do mundo e da Liga das Nações, torneio realizado recentemente com as principais seleções de Europa.

Outro motivo de alerta é a derrota na grande final da última Copa América, para nossa arquirrival Argentina em pleno Maracanã.

Leia também: “O Barça não foi o que eu esperava”, afirma Coutinho sobre saída do clube espanhol

Além disso, superar a “Neymar dependência” é um dos pontos principais apontados por inúmeros comentaristas esportivos. Embora Neymar Jr. seja um dos principais jogadores surgidos no futebol do país nas últimas décadas já faz muito tempo que o jogador vive longe do auge e vem se lesionando frequentemente.

Outra questão importante para aumentar as probabilidades de conquista é a necessidade de que Tite defina uma equipe titular. Neste novo ciclo de Tite após a Copa de 2018 da Rússia as alterações têm sido constantes e o treinador parece longe de ter definido quais serão os principais 11 jogadores que conduzirão a seleção brasileira na copa do mundo de 2022. De uns tempos para cá até Coutinho, que não vivia boa fase no Barça antes de ir para o Aston Villa e Daniel Alves, próximo do fim da carreira, receberam convocações de Tite. É bem verdade que Coutinho após a ida ao Aston Villa subiu muito de produção, mas Alves segue sem justificar em campo sua possível convocação para a Copa.

Mas nem tudo são só motivos de alerta. Alguns jogadores vêm em uma grande crescente e poderão tomar para si o papel de protagonistas da equipe brasileira na Copa do Mundo de 2022. Um deles é Vinícius Júnior, craque do Real Madrid que constantemente tem se destacado nos jogos da equipe espanhola. Outro é Rodrygo, com gols decisivos também pelo Real.

Resta aguardar até dezembro para saber se o sonho do hexacampeonato finalmente se tornará realidade.

Leia também:

Artilheiro no Brasileirão, Calleri é destaque em jornal da Argentina

Guia completo para escolher os melhores cassinos online

Quem é Fábio Carvalho? O meio-campista ligado ao Liverpool

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo