Jogos Escolares definem classificados à Copa dos Campeões no basquete e futsal

Fotos: Lucas Castro/Fundesporte

Campo Grande (MS) – Com sete dias de duração e número recorde de participantes, a primeira etapa dos Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul 2022 chegou ao fim nesta segunda-feira (23). Sediada em Campo Grande, esta primeira parada da competição contou com disputas de basquetebol e futsal, na faixa etária de 15 a 17 anos, com equipes de 58 municípios buscando vaga à Copa dos Campeões. A maior competição escolar estadual é organizada pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

Ao todo, oito seleções municipais de cada modalidade garantiram vaga à Copa dos Campeões. O torneio, à parte dos Jogos Escolares, que acontecerá em Coxim, entre 29 de junho e 3 de julho, vai definir as equipes que vão representar Mato Grosso do Sul na etapa nacional, os Jogos da Juventude, realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB). O evento, envolvendo todos os estados do país, terá sede em Aracaju (SE), de 1º a 18 de setembro.

Estiveram na capital sul-mato-grossense, do dia 17 de maio até esta segunda-feira (23), mais de mil estudantes-atletas. No total, a competição reuniu mais de 1,5 mil pessoas, somando-se técnicos, dirigentes, membros da organização e equipe médica. “É o recorde de participação em uma só etapa. Isso mostra o comprometimento dos municípios em garantir a participação de seus atletas e a confiança no trabalho de qualidade desempenhado pela Fundesporte. Os Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul, hoje, são referência de organização no país”, salienta o diretor-presidente da Fundesporte, Silvio Lobo Filho.

Fotos: Lucas Castro/Fundesporte

Para Robson Cardoso, treinador de Novo Horizonte, time campeão no basquete feminino da primeira divisão, a equipe está ansiosa para a Copa. “Vamos precisar nos preparar bastante, porque os outros times com certeza virão para cima”, conta o técnico, que presenciou seu time virar o jogo nos últimos segundos da partida contra Paranaíba. “Foi um jogo bem apertado, com bastante emoção. A equipe estava preparada tanto para a vitória como para a derrota, já que o time de Paranaíba também veio muito bem treinado. Mas fizemos por merecer”, continua.

Ana Laura, atleta treinada por Robson, conta que a vitória veio após muito esforço. “Foi um jogo bem difícil, mas lutamos bastante e conseguimos ganhar. Dá um nervosismo porque sabemos que o pessoal vai focar em nos derrotar na Copa dos Campeões, mas tenho certeza de que conseguiremos vencer”, destaca a estudante-atleta.

Quem também se mostra ansioso para o próximo campeonato é Pedro Augusto, de 17 anos, do basquetebol douradense. A equipe venceu Naviraí na final da segunda divisão, garantindo a vaga para a Copa. “Entrei no jogo bem tranquilo por tudo o que a gente trabalhou, mas ainda assim resta um nervosismo por conta do tempo em que ficamos sem treinar na pandemia. Mas nosso time conseguiu tomar forma e conquistar a vitória, o que com certeza nos deixa mais confiantes para a Copa dos Campeões”.

Michele Mendonça, técnica da seleção de Dourados, destaca que o time entrou na quadra com um histórico de vitórias no basquete masculino. “Nós tivemos o desempenho esperado, levando em conta nossa experiência. Os meninos entraram para ser campeões. Agora, vamos acertar os últimos detalhes e consertar o que tiver que ser consertado para conquistar a medalha de ouro na Copa”.

Fotos: Lucas Castro/Fundesporte

O título do futsal masculino da primeira divisão também ficou com Dourados. O fixo Vili Henrique Insfran quer repetir o bom desempenho da equipe na Copa, daqui a cerca de um mês. “Tomamos poucos gols e fomos muito superiores aos adversários. Vamos chegar em Dourados, trabalhar bem, corrigir os erros para chegar bem na Copa dos Campeões, porque é lá que vale a vaga para o Brasileiro”.

O douradense de 17 anos também comemorou o retorno dos Jogos Escolares em sua totalidade. Após três anos, por conta da pandemia do novo coronavírus, o evento voltou com força total, reunindo, nesta edição, cerca de 1,5 mil pessoas na capital. Em 2020, a competição não foi realizada e em 2021 teve formato reduzido. “A pandemia deu uma atrapalhada, participamos em 2019 e também fomos campeões, pela categoria sub-14”, afirma. “Que bom que os Jogos voltaram com tudo. A organização é excelente, desde o refeitório, hotéis, locais de competição, tudo”, finaliza Vili.

Confira abaixo a classificação final do basquetebol e futsal:

BASQUETEBOL

Feminino – 1ª divisão

Campeão: Rio Brilhante

Vice-campeão: Paranaíba

3º lugar: Três Lagoas

Masculino – 1ª divisão

Campeão: Nova Andradina

Vice-campeão: Caarapó

3º lugar: Rio Brilhante

Masculino – 2ª divisão

Campeão: Dourados

Vice-campeão: Corumbá

3º lugar: Aquidauana

FUTSAL

Feminino – 1ª divisão

Campeão: Dourados

Vice-campeão: Anastácio

3º lugar: São Gabriel do Oeste

Feminino – 2ª divisão

Campeão: Aquidauana

Vice-campeão: Costa Rica

3º lugar: Corumbá

Masculino – 1ª divisão

Campeão: Dourados

Vice-campeão: Campo Grande

3º lugar: Três Lagoas

Masculino – 2ª divisão

Campeão: Naviraí

Vice-campeão: Anastácio

3º lugar: Caarapó

Masculino – 3ª divisão

Campeão: Coxim

Vice-campeão: São Gabriel do Oeste

3º lugar: Figueirão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo