Em Campo Grande, centenas de produtores rurais debatem o futuro da pecuária nesta terça e quarta-feira

Pecuarista de países vizinhos confirmaram presença no evento que será ser uma vitrine de tecnologias

São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Paraná, além do anfitrião, Mato Grosso do Sul, são alguns dos estados de origem dos pecuaristas, que estarão em Campo Grande (MS) debatendo novas tecnologias, história e futuro da bovinocultura de corte no Brasil. O evento Confinar, está em sua nona edição, e deve reunir centenas de produtores rurais, nos dias 10 e 11 de maio, no Bosque Expo. Pecuaristas da Bolívia e do Paraguai também confirmaram presença.

Nossa finalidade, além de fortalecer a pecuária de corte no Brasil, é sempre atualizar o modelo de produção, dando oportunidade de maior produtividade e rentabilidade, por meio da informação atualizada. Na programação serão dez palestras, com temas selecionados com rigor, que interferem diretamente no andamento de uma propriedade, dentro ou fora da porteira”, explica o diretor da BeefTec, Rodrigo Spengler, organizador do Confinar.

Foto: Divulgação

Entre os assuntos abordados palestras está a convergência de dados para predição de abate de máximo lucro, que será abordada por Paulo Dias, CEO da GA+Intergado. Nesse sentido, pesagens diárias de animais são essenciais para que o produtor consiga mensurar o desempenho de determinada dieta fornecida, identificar animais doentes no lote e, por fim, relacionar a cotação do mercado e os custos de produção com os indicadores de ganho de peso individual e do lote dia a dia para negociar os animais no ponto de máximo lucro. “Para vender o boi com o máximo lucro, é fundamental saber o ponto correto de abate. Para fazer isso, é preciso recorrer a uma tomada de decisões mais automatizada dos processos internos. Ou seja, optar por parâmetros confiáveis para que o produtor não erre, especialmente em um momento de margens tão estreitas de lucro como as atuais”, explica Dias.

Sua palestra, com o título: “Convergência de dados para predição de abate de máximo lucro: animal x mercado x frigorífico”, acontecerá no dia 11 (quarta-feira), às 8h. “O ponto de abate é uma decisão corriqueira dos produtores, mas quando a alimentação aumenta, por exemplo, há um impacto muito maior nos dias de confinamento. Outro ponto é que o abate não pode ser focado apenas em lotes, mas em cada desempenho individual do animal, e isso torna mais complexa a tomada de decisão. Nesse sentido, a tecnologia é forte aliada do produtor”, finaliza Dias.

Confinar 2022 será no Bosque Expo (Avenida Cônsul Assaf Trad, 4796, Parque dos Novos Estados), e a abertura, que acontecerá nesta terça-feira (10). Para informações e inscrições, acesse confinar.net.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo