Metáforas de eloqüências musicais

Rafael Ferreira e Mariana Rodrigues – Foto: Acervo Pessoal

Eu tentei te procurar

Mas não te achei

E neste frio tenso

Me incomodei

Com sua fala na memória

E as lembranças, tão marcantes

Que ficou pra mim e pra você

Agora o jeito é tomar

Uma decisão e esquecer logo de vez esta paixão

Não tem saída…não tem volta

Pra olhar pra trás

E pra dizer que ainda falta uma coisa a mais

A cada dia que se passa mais aumenta esta saudade

e a solidão que entra e no meu peito invade

O teu sorriso é o dono dos meus sentimentos

O teu abraço é o que cura os meus tormentos

E o vento me traz lembranças que eu quero esquecer

Eu não vou mais dar motivos pra te merecer

E o seu coração é quem vai te dizer

Quem te deu todo o amor da sua vida

E te fez feliz…sou EU!    (Eu tentei te procurar – Rafaell Ferreira)

Rafael Ferreira – Foto: Acervo Pessoal

A música sempre esteve presente na cultura da humanidade. As poesias trovadorescas, acompanhadas por sons, e os poemas simbolistas, que visam à musicalidade nas criações, são exemplos do uso artístico da música, no qual o objetivo é proporcionar prazer aos ouvidos e evocar sentimentos. Platão, o filósofo, em tempos idos, já dizia: ”Primeiro devemos educar a alma através da música e a seguir o corpo através da ginástica”. Por isto a máxima de Juvenal “Mens sana in corpore sano”, pronunciada na antiguidade Greco-romana se faz presente ainda hoje, e a música faz com que esta frase não seja apenas um simples arremedo, e um eco no vazio de uma teoria. As grandes matrizes paradigmáticas faz da música o amor mais forte e nos sustenta até o limiar de nossa existência

A boa música nunca se engana. Ela vai direto ao fundo da questão e do gosto que nunca devora. O lema do cantor Rafaell Ferreira é: “saber esperar é uma virtude. Aceitar sem questionar que cada coisa tem seu tempo certo de acontecer … é ter fé. E ele tem. E esta fé faz com que sua voz realce com as metáforas de eloqüências fulgurantes e com o vigor da juventude. Seu dedilhar ao vento desafia musicar o tempo até resplandecer o brilho do olhar dos apaixonados ao luar e até o coração vestido ao avesso reconhece a melodia e volta a amar. Não podia deixar de ser diferente, a veia musical de seu pai, Elinho do Bandoneon foi abarcada pelo jeito de ser de Rafaell. O romantismo e a paixão transbordam na música “Eu tentei te procurar” e faz a chama reacender quando diz “O teu sorriso é o dono dos meus sentimentos, o teu abraço é que cura os meus tormentos” e assim a música e o carisma de Rafaell Ferreira faz reviver a alegria e o sentimento que a verdadeira música sertaneja nos traz e é isso que nos faz viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo