Tiroteio deixa 3 mortos e 1 ferido em escola na Rússia

Um homem armado invadiu na manhã desta terça-feira (26) um jardim de infância na cidade de Ulyanovsk, no Centro-Oeste da Rússia, causando a morte de pelo menos três pessoas e deixando uma ferida. As motivações para o ataque ainda são desconhecidas.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o suspeito entrou na escola maternal e atirou contra uma funcionária que estava lavando o chão do estabelecimento de ensino, ferindo-a no ombro.

Foto: Divulgação

Em seguida, ele subiu para o segundo andar onde matou duas crianças e uma professora. Após, ele cometeu suicídio.

Equipes de resgate e da polícia foram acionadas e enviadas para o local. O prédio onde funciona o jardim de infância foi isolado e cercado. Todos que estava dentro do imóvel foram identificados e retirados.

A vítima que ficou ferida foi socorrida e encaminhada a um hospital da cidade, enquanto que os corpos das vítimas fatais foram resgatados e levados para o necrotério.

A prefeita da cidade de Ulyanovsk, Tatyana Stelmakh, disse que o suspeito pegou a arma de um vizinho para cometer os crimes. Ambos estão sendo investigados.

Uma professora auxiliar estava lavando o chão, e foi nessa hora que o criminoso entrou no jardim de infância e a feriu no ombro. Então, ele subiu para o segundo andar e, infelizmente, matou duas crianças e uma professora”, afirmou a prefeita Tatyana Stelmakh.

“Nós sabemos que ele pegou a arma de um vizinho. Ele era debilitado mentalmente e tem registro desde 2013”, disse Tatyana Stelmakh.

Investigadores da polícia já abriram um processo criminal para investigar o ocorrido. Especialistas em psicologia estão trabalhando com as famílias das vítimas que morreram no atentado.

“Especialistas em psicologia estão trabalhando com as famílias dos mortos. É claro que a administração regional lhes fornecerá ajuda moral e financeira. Nós cobriremos os custos dos funerais”, concluiu a prefeita.

A cidade de Ulyanovsk fica localizada nas proximidades da província de Kazan, onde aconteceu um ataque semelhante em outra escola em maio de 2021, que resultou na morte de oito pessoas e deixou outras 11 feridas.

Com informações das Agências France Press e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo