Pesquisa mapeia perfil da mulher empreendedora no Estado

Realizado em 13 municípios, levantamento do Sebrae traz informações sobre empreendedorismo feminino.

A maioria das empresárias sul-mato-grossenses atendidas pelo Sebrae atuam no comércio, são mães e donas de negócios considerados “nascentes”. É o que revela pesquisa da instituição divulgada nesta quarta-feira (16), com dados sobre o perfil da mulher empreendedora no Estado.

Intitulada “Perfil das Mulheres Empreendedoras Sul-mato-grossenses em 2021”, o levantamento abrangeu 13 municípios e entrevistou 206 mulheres, que participaram do programa Sebrae Delas – Desenvolvendo Empreendedoras Líderes Apaixonadas pelo Sucesso, iniciativa que fomenta o empreendedorismo feminino.

Foto: Sebrae/MS – Divulgação

Segundo o estudo, as empresárias apresentam um traço em comum: em geral, são donas de empresas novas no mercado – 72,9% têm empreendimentos ativos de um a cinco anos. Outro ponto revelado é que a maioria dessas mulheres são casadas (63%) e, além disso, grande parte das entrevistadas afirmou que outras pessoas contribuem para a renda da família (82%). Para a analista técnica do Sebrae/MS, Vanessa Schmidt, esse cenário mostra que elas não empreendem por necessidade.

A maioria não empreende por necessidade, é mais um empreendedorismo por oportunidade, por escolha, pelas flexibilidades que ser empreendedora traz para elas: disponibilidade de tempo, flexibilidade de horários para conciliar com os objetivos pessoais. É uma característica bastante forte no empreendedorismo feminino”, explica Vanessa Schmidt.

No campo dos negócios, as empreendedoras atendidas pelo programa Sebrae Delas vêm acompanhando tendências. Atualmente, a maioria aceita pagamentos em Pix, débito e crédito (79,6%) e outro fator importante é a existência de “conta PJ” em instituição financeira (75%). Quanto a atividades econômicas, a maioria está no Comércio (50,3%), seguido pelo setor de Serviços (39,7%), Indústria (8,7%) e Agronegócio (1,2%).

O estudo também revela que a maior parte das entrevistadas são mães (75%). Além disso, o mercado está composto por mulheres mais maduras e que entram no mercado mais preparadas profissionalmente – 74% das empreendedoras possuem entre 30 e 49 anos, e mais de 65% têm ensino superior completo.

Fomentando o empreendedorismo feminino

Segundo a diretora técnica do Sebrae/MS, Maristela França, idealizadora do programa Sebrae Delas, esse tipo de mapeamento colabora para a criação de ações direcionadas no apoio ao público empreendedor feminino – especialmente considerando que, para a maior parte dessas mulheres (36,35%), a empresa é composta de somente um funcionário: elas mesmas.

Ao conciliar a vida materna, familiar e outros aspectos com uma empresa, as mulheres empreendedoras de Mato Grosso do Sul são exemplos de resiliência. Programas como o Sebrae Delas vêm para impulsionar o empreendedorismo feminino, providenciando meios para que essas elas aperfeiçoem ainda mais os seus negócios e a si mesmas”, destacou.

Hoje já presente em mais de 16 estados brasileiros, o programa Sebrae Delas foi criado em Mato Grosso do Sul com o objetivo de estimular o surgimento de negócios tocados por mulheres e transformar suas realidades através do empreendedorismo – aumentando suas probabilidades de sucesso.

O programa busca valorizar as competências, comportamentos e habilidades das empresárias, difundindo e profissionalizando o empreendedorismo feminino por meio do suporte à gestão, capacitação, oficinas, encontros, consultorias e mentorias.

A pesquisa “Perfil das Mulheres Empreendedoras Sul-mato-grossenses em 2021” está disponível na íntegra no Data Sebrae MS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo