Estudo da IBM: 86% dos negócios na América Latina possuem estratégia de sustentabilidade, mas apenas 37% o implementaram

Apesar da sustentabilidade ocupar um lugar central nas estratégias de negócios, um recente estudo do IBM Institute for Business Value (IBV) revelou que 72% das empresas possuem uma meta de emissões de carbono líquido zero, mas para muitas dessas organizações existe uma lacuna entre definir metas de sustentabilidade ambiental e tomar medidas para realizá-las.

O novo estudo, feito com quase 2.000 executivos em 32 países em indústrias orientadas para a manufatura, mostra que as organizações estão priorizando a sustentabilidade, mas também enfrentando desafios na execução de suas estratégias.

Foto: Divulgação

Aqui estão os principais resultados na América Latina:

  • A sustentabilidade assumirá um maior destaque nos próximos 3 anos:
  • 59% das organizações pesquisadas veem a sustentabilidade ambiental como uma de suas principais prioridades no futuro, em comparação com 38% que já mencionam como prioridade hoje.
  • Somente 49% das que veem a sustentabilidade como uma prioridade conseguem alcançar suas metas ambientais.
  • Há uma lacuna entre intenção e ação em tornar os negócios sustentáveis:
  • 86% das organizações pesquisadas na região possuem uma estratégia de sustentabilidade como uma de suas prioridades.
  • No entanto, somente 37% das empresas na América Latina tomaram ações para atingir seus objetivos ambientais.
    O custo do impacto ambiental é um obstáculo:
  • Até 7 entre 10 empresas na região antecipam que o custo das mudanças ambientais impacte negativamente seus negócios, enquanto apenas 1% considera tais mudanças como uma oportunidade positiva para seus negócios.
    Soluções de tecnologia podem ajudar a promover a sustentabilidade:
  • Mais da metade das organizações pesquisadas na América Latina veem a IoT (56%), os dispositivos móveis (52%) e a nuvem híbrida (50%) são importantes para promover seus objetivos de sustentabilidade.
  • 70% dos executivos em todo o mundo considerados pioneiros no mercado estão usando a nuvem híbrida para promover seus objetivos de sustentabilidade.
  • Os maiores obstáculos para o avanço dos objetivos de sustentabilidade são claros para as empresas:
  • Executivos na região destacam dificuldades como barreiras tecnológicas (35%), resistência do cliente (33%), barreiras regulamentares (31%) e falta de dados/informação (29%).
  • Além disso, a restruturação da cadeia de suprimentos (55%), perda de competitividade no preço (52%) e maiores custos operacionais (51%) são as principais preocupações dos executivos.

A sustentabilidade está pronta para definir uma nova agenda corporativa e recalibrar o relacionamento entre negócios e sociedade. Ao adotar tecnologias como a nuvem híbrida e a inteligência artificial, empresas podem começar a dar o primeiro passo em direção a acelerar a transformação digital que ajudará a alinhar seus objetivos de sustentabilidade às suas estratégias de negócio.

Recentemente, a IBM anunciou a aquisição da Envizi, um provedor líder de software de dados e de análise para o gerenciamento do desempenho ambiental. Esta aquisição incorpora os investimentos crescentes da IBM em software impulsionado por IA, incluindo as soluções IBM Maximo Asset Management, as soluções IBM Sterling de cadeia de suprimento e o IBM Environmental Intelligence Suite, para ajudar as organizações a criarem operações e cadeias de suprimento mais resilientes e sustentáveis.

Este anúncio e os resultados do estudo mencionado acima demonstram a força com que a IBM está incentivando as empresas a se tornarem negócios sustentáveis ​​em vários setores, incluindo colaborações com Energinet, Covalent, Raise, Green, Besteseller e Schlumberger.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo