Bolsistas do Governo de MS brilham no Pan Júnior e ajudam Brasil a ser campeão geral

Pedro Samuel Wrestling – Foto: William Lucas/COB

Campo Grande (MS) – Com 164 medalhas, o Brasil foi campeão geral dos Jogos Pan-Americanos Júnior 2021, realizado em Cali, na Colômbia, de 25 de novembro até este domingo (5). Para chegar ao título, a delegação verde e amarela contou com a ajuda de quatro atletas de Mato Grosso do Sul, que conquistaram dois ouros e dois bronzes. Os sul-mato-grossenses que subiram ao pódio são contemplados pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado, coordenado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

O Time Brasil despediu-se do Pan com 59 ouros, 49 pratas e 56 bronzes, encerrando o evento com sobras em relação ao segundo colocado no quadro geral de medalhas, com 11 vitórias a mais que a Colômbia. Os Estados Unidos fecharam em terceiro, com 114 medalhas. O Brasil também assegurou 77 vagas de forma direta aos Jogos Pan-Americanos de Santiago-2023, competição no Chile que reunirá os melhores atletas das Américas.

Aléxia Vitória Nascimento estará na capital chilena, após se sagrar campeã no judô. A judoca ficou com o ouro na categoria até 48 quilogramas (kg), vencendo na decisão a venezuelana Maria Guzman. A medalha de ouro em Cali coroa o melhor momento da carreira de Aléxia até agora. A campo-grandense de 19 anos integrou a equipe brasileira de judô na Olimpíada de Tóquio-2020, no Japão, como atleta de apoio.

Alexia Nascimento judô – Foto: William Lucas/COB

Além disso, a atleta participou do Campeonato Mundial Sub-21, em Olbia, na Itália, em outubro deste ano, mesmo mês em que foi campeã brasileira da categoria. Agora em dezembro, Aléxia estará na Seletiva Nacional – Projeto Paris-2024. Segundo a Confederação Brasileira de Judô (CBJ), a competição definirá a composição da seleção principal que representará o país no Circuito IJF (federação internacional) até o Mundial de 2022.

Quem também foi ao lugar mais alto do pódio no Pan Júnior foi Victória Lopes, ao lado da potiguar Thainara Oliveira, no vôlei de praia feminino. A dupla confirmou o favoritismo e foi campeã de forma invicta, sendo cinco vitórias em cinco jogos, e apenas um set perdido. Na final, superaram Navas e Gonzalez, de Porto Rico.

Na natação, Guilherme Sperandio elevou o nome de Mato Grosso do Sul internacionalmente quando bateu 8min12s74 nos 800 metros livre, faturando a medalha de bronze. Atualmente, o sul-mato-grossense de 17 anos é dono do recorde brasileiro júnior da prova, alcançado em julho deste ano no Campeonato Brasileiro de Inverno Júnior.

Guilherme Sperandio – Foto: William Lucas/COB

Pedro Samuel da Silva foi responsável por fechar as disputas tupiniquins no wrestling (luta olímpica) com mais uma medalha. O lutador de Mato Grosso do Sul assegurou o bronze na categoria até 74 kg do estilo livre. Pedro teve boa campanha nas fases eliminatórias, mas acabou caindo nas quartas de final. Na repescagem, o atleta de Campo Grande derrotou o colombiano Hossman Rojas e terminou com a terceira colocação.

Mais duas sul-mato-grossenses entraram em ação no Pan de Cali-2021. Assíria Daniela Silva representou o país no wrestling e fechou a competição em quinto lugar na categoria até 53 kg, no estilo livre feminino. Bruna Vieira de Jesus também competiu e terminou na nona posição no lançamento do dardo, prova do atletismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo