Cidades brasileiras começam a não exigir o uso de máscaras em espaços abertos

Especialistas e médicos acreditam que a obrigatoriedade deve continuar

Vários municípios brasileiros já começaram a não exigir mais a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambiente abertos e alguns especialistas e médicos dizem que a medida pode provocar o aumento de novos casos de Covid-19 (Coronavírus), já que a doença está apenas controlada e não efetivamente encerrada.

Foto: Divulgação

Até o momento, apenas três capitais brasileiras já liberaram a obrigatoriedade do uso do equipamento de proteção em alguns espaços, principalmente áreas abertas, como vias públicas, parques e praças.

No fim de outubro, o Rio de Janeiro se tornou a primeira cidade do país a flexibilizar o uso de máscaras. No dia 03 de novembro, o Distrito Federal também deixou de exigir o uso de máscaras em locais abertos.

No dia 04 de novembro, Porto Velho, capital do Estado de Rondônia, decidiu flexibilizar e anunciou que em locais abertos não seria mais obrigatório do uso de máscaras.

Outras capitais do país, como São Paulo (SP) e Belo Horizonte (MG) planejam nos próximos dias flexibilizar e deixar de exigir o uso de máscaras em ambientes abertos.

A decisão de exigir o uso de máscaras em ambientes fechados ou abertos é exclusivo do poder executivo municipal, ou seja, cada prefeitura é que irá decidir.

Médicos e especialistas em saúde pública, no entanto, pedem cautela as autoridades públicas, afim de evitar novos casos de contaminação pela Covid-19 e, sobretudo, para evitar sobrecarregar os hospitais com pacientes com Coronavírus.

Com informações das Agências Brasil e Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo