Procurador aposentado e ex-prefeito estão na nova lista suja da escravidão

Foto: Repórter Brasil

Um procurador da Justiça aposentado no Pará, o ex-prefeito da cidade mineira de Camacho e uma empresa subcontratada para prestar serviços na construção do hospital da rede Unimed em Betim (MG) estão entre os 13 empregadores incluídos na atualização “lista suja” do trabalho escravo, divulgada nesta semana pelo Ministério do Trabalho. Os novos integrantes foram responsáveis por terem submetido 167 trabalhadores à escravidão contemporânea.

Leia a reportagem completa

Fonte: Repórter Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo