06 de Outubro: Dia da Paralisa Cerebral

Data tem o objetivo de chamar a atenção para a situação dessas pessoas, que são esquecidas pela sociedade

O Dia Mundial da Paralisia Cerebral comemora-se a 6 de outubro. Este dia tem como objetivos informar sobre a paralisia cerebral, chamar a atenção para a situação das pessoas com paralisia cerebral que são esquecidas pela sociedade, e permitir que estas pessoas maximizem as suas potencialidades.

Segundo dados fornecidos pelo movimento internacional World Cerebral Palsy Day (Dia Mundial da Paralisia Cerebral), uma em cada quatro crianças diagnosticadas não fala, uma em cada três não anda e uma em cada duas apresenta deficiência intelectual. A paralisia cerebral compromete significativamente o desempenho do paciente nas atividades cotidianas.

A paralisia cerebral é uma lesão cerebral que ocorre, em geral, quando falta oxigênio no cérebro do bebê durante a gestação, no parto ou até dois anos após o nascimento – neste caso, pode ser provocada por traumatismos, envenenamentos ou doenças graves, como sarampo ou meningite. Trata-se de uma condição progressiva que pode acarretar alterações cerebrais permanentes, capazes de comprometer o desenvolvimento físico/motor da criança.

A paralisia cerebral configura o quadro clínico mais comum – e mais incapacitante – que ocorre na infância: atualmente, há cerca de 17 milhões de casos de paralisia cerebral registrados em todo o mundo. Esta é a deficiência física mais comum na infância e uma das menos entendidas. A cada 1000 bebês, cerca de 1,5 – 2,5 podem ter paralisia cerebral.

“A reabilitação dos pacientes tem como objetivos contemplar o ganho de novas habilidades e minimizar ou prevenir complicações como, deformidades articulares ou ósseas, convulsões, distúrbios respiratórios e digestivos”, afirma a neuropediatra, Dra. Maria José Martins Maldonado.

Ela também explica que o tratamento para essas pessoas requer a atuação de diversos profissionais de saúde: fisiatra, ortopedista, neurologista, pediatra e oftalmologista, além de outros especialistas da saúde como, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicólogo, educador físico e nutricionista. A equipe multidisciplinar pode melhorar muito sua qualidade de vida, sendo importante que suas capacidades de convívio social, de produção e de trabalho sejam reconhecidas, permitindo que tenham uma vida o mais próximo do normal.

A data comemorativa foi idealizada pela World Cerebral Palsy Initiative, um movimento de pessoas com paralisia cerebral e suas famílias, e as organizações que as apoiam, em mais de 75 países e busca garantir aos pacientes com PC, os mesmos direitos, acesso e oportunidades que quaisquer outras pessoas.

Mais do que um dia de conscientização, é uma oportunidade para:

– Celebrar e expressar orgulho pela vida e pelas realizações dos que tem PC e das pessoas e organizações que os apoiam;

– Dar voz para que pessoas com PC mudem seu mundo;

– Conectar organizações em todo o mundo para melhor atender às necessidades das pessoas com PC;

– Criar soluções para os problemas do dia a dia;

– Atuar como catalisador de campanhas que promovam mudança social e educação para solucionar desafios universais;

– Produzir ações e resultados tangíveis que melhorem a vida das pessoas com PC;

– Aumentar a conscientização sobre a PC em nível local, nacional e internacional, para criar sociedades mais inclusivas.

A participação e condição da pessoa com Paralisia Cerebral está dependente das oportunidades que o meio envolvente lhe oferece, sendo este um fator fulcral para a qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo