Concurso que busca repensar o papel do MIS na sociedade divulga os vencedores

Campo Grande (MS) – O concurso “Repensar e reimaginar o MIS antes e pós-pandemia em imagens e sons” já tem os vencedores. A premiação acontece no dia 24 de setembro de 2021, às 14 horas, no Museu da Imagem e do Som, que fica no 3º andar do Memorial da Cultura e Cidadania Apolônio de Carvalho.

Imagem do trabalho vencedor “Antônia, uma grande ceramista terena” – Foto: Divulgação

O concurso, realizado em parceria com o CineCafé, selecionou trabalhos diversos, entre fotografias, vídeos, músicas, áudios e/ou desenhos em especial storyboard com o tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”.

O tema foi escolhido com o objetivo de provocar a sociedade para as formas espontâneas de valorização dos bens culturais, buscando enfatizar essas manifestações e trazer à luz o debate sobre o futuro dos museus numa linguagem atual e interativa.

O objetivo do concurso é refletir criativamente e criticamente sobre a relevância do MIS para a sociedade sul mato-grossense e provocar na comunidade que frequenta o espaço, ou conhece as atividades do museu, inspiração para os desafios que se impõe ao museu no futuro, principalmente no que se refere aos avanços tecnológicos, acessibilidade e a relação do MIS com a sociedade.

Os vencedores, que foram escolhidos pelo público em geral por meio de curtidas no Instagram, são:

1º LUGAR

Luciana Scanoni Gomes

Categoria: Fotografia

Título: “Antônia, uma grande ceramista terena”

217 CURTIDAS

Sinopse: Esse é um retrato de Antônia Júlio, uma grande ceramista terena e mãe de 7 filhos. Nesta fotografia ela tinha acabado de observar sua imagem, ainda jovem, no livro Do Índio ao Bugre (1976), de Roberto Cardoso de Oliveira. Essa obra é uma referência importante sobre os Terena e traz a imagem de dona Antônia com o filho no colo.

2º LUGAR

Flávio Zancheta Faccioni

Categoria: Áudio

Título: “MIS: reflexão sobre a continuidade de nossa história, memória e identidade”

189 CURTIDAS

Sinopse: “Imagens que iluminam nossa memória, para contar e relembrar nossa história”, canta José Boaventura em Rio dos Tuiuiús. O MIS resguarda em seus arquivos as imagens e os sons que possibilitam movimentar as lembranças vividas ou não. Experiências que, por meio dos registros audiovisuais, “Preserva[m] a memória, [para] educar o futuro”.

3º LUGAR

Felipe Lopes Siqueira

Categoria: Vídeo

Título: ‘Dedicada à Memória’

101 CURTIDAS

Sinopse Videoarte experimental que questiona e brinca com a instituição da memória como produto de uma sociedade e do meio. Confeccionada na técnica de stopmotion em colagens de papel, conta também com narração e música inteiramente capturada e gravada no smartphone pelo autor.

Os três vencedores receberão, na sede do Museu da Imagem e do Som, 01 kit Cultural em data e horário organizado pelo Cine Café, com as devidas medidas de segurança necessárias em função da pandemia do Covid-19. Menores de idade deverão estar acompanhados dos pais ou responsáveis.

Mais informações podem ser obtidas no Museu da Imagem e do Som (MIS-MS) pelo telefone (67) 3316-9178, de segunda a sexta-feira das 7h30 às 17h30, ou pelo celular (67) 99935-8982. Se preferir, pode enviar e-mail para: cinecafe.comunicacao@gmail.com 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo