Avião militar cai em Campo Grande (MS) e piloto se ejeta

Um avião militar da Força Aérea Brasileira (FAB) caiu na manhã desta segunda-feira (13) nas imediações de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul. O piloto, único tripulante a bordo, conseguiu se ejetar e foi resgatado.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação Social da FAB, a aeronave, um caça A-29 modelo Super Tucano apresentou uma falha durante um treinamento e o piloto foi orientado a tentar pousar em uma área descampada.

Fotos: WhatsApp/Cortesia

A poucos metros do solo, o piloto se ejetou e conseguiu aterrissar em segurança, sendo resgatado por militares que estavam em um helicóptero H-60 Black Hawk.

A Força Aérea Brasileira divulgou uma nota esclarecendo que as causas do acidente ainda são oficialmente desconhecidas, mas que elas já estão sendo apuradas. Com relação ao piloto, a FAB informa que ele foi resgatado e levado para o Hospital Geral do Exército (HCE). O Estado de saúde dele é considerado estável.

O comunicado oficial da FAB informa que durante a falha, o piloto foi orientado a alterar o plano de voo e autorizado a seguir para uma região desabitada, onde deveria realizar um pouso de emergência.

O piloto não conseguiu realizar a aterrissagem forçada e foi obrigado a abandonar a aeronave. O impacto com o solo fez com que o avião explodisse e pegasse fogo.

Fotos: WhatsApp/Cortesia

Devido à queda da aeronave, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) teve que fechar o aeroporto para pousos e decolagens entre as 11h37min e 13h58min.

As pistas do aeroporto foram interditadas para permitir o acesso das aeronaves militares de busca e salvamento e das viaturas de combate a incêndios que foram enviadas para o local do acidente aéreo.

No período em que o aeroporto ficou fechado, dois voos tiveram que mudar as rotas estabelecidas anteriormente, sendo um avião comercial, que pousaria em Campo Grande (MS), e que retornou para o ponto de origem, ou seja, São Paulo, e uma aeronave que também, iria aterrissar em Campo Grande (MS), mas que foi deslocada para o Aeroporto de Santa Maria, em Mato Grosso do Sul.

Com informações das Assessorias da FAB e da Infraero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo