Festival Santander Brasil Ride: Gustavo Xavier vence etapa Rainha do Warm Up Pro em Botucatu (SP)

Primeira de três provas da disputa contou com percurso de 91 km pela linda região da Cuesta Paulista. No feminino, a vitória foi de Eliana Pinheiro.

Pelotão da elite no início da prova (Fabio Piva / Brasil Ride)

São Paulo (SP) – Embora a expectativa fosse de forte calor em Botucatu, na região da Cuesta Paulista, o tempo nublado no início da manhã deste domingo (5) favoreceu os participantes da nona edição do Festival Santander Brasil Ride. A primeira largada do evento foi a do Warm Up Pro, que contou com a vitória de Gustavo Xavier, após pedalar 91 km em 3h35min29. O top 3 da elite masculina teve ainda Alex Malacarne, completando em 3h38min17, e Alysson Lucas, o Tigrinho, em 3h40min32. Na disputa feminina, a vitória foi de Eliana Pinheiro, em 4h31min02.

O pelotão da elite masculina esteve completo até a chegada em Pardinho (SP), com cerca de uma hora de prova. Na primeira descida técnica, um downhill com quase 400 m de desnível, já saindo da cidade, Gustavo Xavier e Alex Malacarne fizeram o ataque no km 30. E a dupla teve sucesso, chegando ao km 42,5, no ponto de hidratação 2, firmes na liderança. Eles terminaram a subida da tradicional Venda do Vivan com boa vantagem para Sidnei Fernandes e Leandro Donizete, seus principais perseguidores.

Na última hora de prova, a vantagem de Xavier e Malacarne já era de cerca de 8 minutos para Fernandes e Donizete, no km 68,5, e de quase dez para Tigrinho, que veio perseguindo os líderes. Os últimos dez quilômetros foram decisivos. Ao sentir que seu parceiro de equipe não estava na melhor das suas condições, Gustavo Xavier acelerou o ritmo a 3 km do fim. Foi o suficiente para abrir os quase três minutos de vantagem na liderança para Malacarne e cinco para Tigrinho, terceiro colocado.

Uma prova muito bacana, com um percurso incrível. Alex e eu fizemos uma estratégia realmente boa. Resolvemos atacar antes da primeira descida mais longa e, logo em seguida, na subida mais dura, abrimos uma vantagem. Dali até o final, fomos sólidos e revezamos, com um único imprevisto de precisar parar no ponto de apoio para acertar a roda do Alex. Na última subida, o Alex sentiu e sofreu um pouco mais. O ritmo foi forte, com 27 km/h de média“, contou Xavier. “Agora, tenho que fazer um bom contrarrelógio e, na última etapa, me manter com o pelotão e cuidar do meu equipamento“, completou.

Gustavo Xavier pedala sozinho (Fabio Piva / Brasil Ride)

Vice-campeão da etapa Rainha, Alex Malacarne cruzou a linha de chegada bastante extenuado. “Trabalhamos bem como equipe e deu super certo. Na primeira subida aceleramos e abrimos uma boa distância. Revezamos o tempo todo, mas na última subida senti o calor, porque realmente esquentou na hora final, após o tempo frio no começo do dia. Minha pressão baixou um pouco e o Gustavo abriu. Os resultados foram ótimos para nossa equipe. Terminar com os dois primeiros lugares“, comentou Malacarne.

Elite feminina – Entre as mulheres, a vitória foi de Eliana Pinheiro. Ela cruzou a linha de chegada cerca de 11 minutos à frente de Fabiana Brandão, a vice-campeã do dia. Enquanto Eliana fez os 91 km em 4h31, Fabiana finalizou sua prova em 4h42min41. A ciclista Karine Souza completou o top 3 do primeiro dia, em 4h48min52. “Larguei bem concentrada, focada em não ter nenhuma queda no deslocamento inicial, na saída da cidade, porque é a hora que mais pode acontecer algo por desatenção. O pelotão sai inteiro, com aceleradas e freadas, então é um momento, por assim dizer, nervoso“, analisou Eliana.

Quando chegamos na terra, me aproveitei dos pelotões porque o vento estava contra. Não tinha nenhuma menina próxima de mim, mas não olhei para trás. Apenas me concentrei em pedalar ao lado de quem estava comigo. Sabia das descidas e subidas difíceis, que não era o meu forte, então procurei não me desgastar além do necessário. Não podia chegar no meu limite“, comentou Eliana. “Liderei do início ao fim, me hidratei e alimentei bem. O tempo também ajudou, porque até as 11h estava um clima bem agradável, com o sol aparecendo apenas depois de três horas de corrida. Tudo isso me favoreceu“, finalizou a vencedora do primeiro dia.

Pelotão formado no início da prova (Mario Jordany / Brasil Ride)

E-MTB – Na primeira etapa da disputa das bikes de pedal assistido, Erick Bruske e Isabella Ribeiro, atuais campeões da categoria no Festival Santander Brasil Ride, começaram com o pedal direito a busca pelo bicampeonato. Enquanto Bruske cruzou a linha de chegada em 1h18min40, Bella foi a vencedora em 1h25min19. “Foram quase 60 km de prova. Iniciamos com um trecho tranquilo, porque foi neutralizado pela organização, mas nesse meio tempo tínhamos que ligar e desligar a bike para termos a sensação de esforço“, disse o ganhador da E-MTB masculino.

Quando começou os 38 km sem a organização neutralizar o percurso, aí já iniciei forte e de forma intensa, saindo bem no meio dos atletas do Warm Up Pro, em uma trilha técnica. Abri uma diferença boa e fiz minha prova sozinho, focando na potência e tentando zerar todas as partes técnicas (sem cair ou sem botar o pé no chão)“, completou Bruske.

Top 5 das elites do Warm Up Pro

Masculino

1) Gustavo Xavier – 3h35min29

2) Alex Malacarne – 3h38min17

3) Alysson “Tigrinho” – 3h40min32

4) Sidnei Fernandes – 3h42min16

5) José Danrley Cavalcante – 3h45min03

Sidnei Fernandes no fim da subida do Vivan (Mario Jordany / Brasil Ride)

Feminino 

1) Eliana Pinheiro – 4h31min02

2) Fabiana Brandão – 4h42min41

3) Karine Souza – 4h48min52

4) Karen Michelle – 4h58min54

5) Thays Gobo – 5h03min01

Top 3 do E-MTB

Masculino

1) Erick Bruske – 1h18min40

2) Luciano Godoy – 1h35min30

3) Luiz Claro – 1h39min01

Feminino

1) Isabella Ribeiro – 1h25min19

2) Fabiana Bertoni – 1h31min55

3) Christiane Von Allmen – 1h58min28

Programação do Festival – A programação do Santander Festival Brasil Ride segue nesta segunda (6), com largadas a partir das 9h, sendo divididas em baterias a cada 20 minutos, para Warm Up Pro e E-MTB. No terceiro e último dia, a arena será aberta às 6h45, com a retirada de kit do Warm Up Sport até 9h, horário este de largada da categoria. Já o Warm Up Pro e E-MTB têm início mais cedo, às 8h.

Transmissões ao vivo – As largadas e chegadas de cada dia serão transmitidas ao vivo no Instagram do Tour Brasil Ride. Prova marcará a estreia do programa Brasil Ride Stage News, com boletins diários transmitidos no canal de YouTube da Brasil Ride, contando um resumo da etapa, diariamente às 19h, de sábado (4) até terça-feira (7).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo