Sebrae/MS tem dicas sobre gestão financeira para negócios

Conheça quatro erros que não devem ser cometidos quando o assunto é Finanças.

A falta de um bom planejamento financeiro pode acarretar problemas de caixa e vendas, além de outros conflitos dentro da empresa. Para auxiliar os empresários a realizarem uma boa gestão financeira, o Sebrae/MS listou quatro situações que devem ser evitadas nos negócios.

Foto: Divulgação

Segundo a instituição, é importante que o empreendedor tenha um controle financeiro constante, até para outras situações, como pleitear empréstimos nas instituições financeiras. “Geralmente, muitos empresários buscam acesso à crédito e empréstimos para poder crescer. O primeiro passo é ele entender para que serve esse dinheiro, e entender a finalidade para verificar qual a melhor chance e melhor oportunidade que ele terá junto à instituição financeira”, afirmou Carlos Henrique de Oliveira, analista-técnico do Sebrae/MS.

De acordo com Carlos, os empresários devem se preocupar com o planejamento financeiro da empresa; entender os indicadores; fazer um fluxo de caixa; além de estarem atualizados das contas da empresa. “Todos esses pontos podem levar a uma falsa ilusão de que se a empresa está vendendo bem tem dinheiro sobrando, e quando ele percebe que as coisas não são bem assim, começa a pontuar as dificuldades e acaba tomando uma decisão baseada em um momento de dificuldade e não uma decisão pensando a longo prazo”, complementa.

Confira as dicas:

1 – “Minhas receitas são ‘saborosas’… As despesas da empresa comem tudo!” – O planejamento financeiro é a bússola que aponta as melhores decisões para o negócio. Construir um negócio sustentável e lucrativo exige planejamento. O planejamento financeiro facilita a organização de suas receitas e despesas, alocação de recursos de maneira inteligente, redução de custos e aumento dos rendimentos. É algo que pode ser definitivo para manter as portas abertas.

2 – “Se meu bolso tá vazio pro churrasco, resolvo logo: tiro do caixa da minha empresa.” – Qualquer negócio, para que seja bem-sucedido, precisa ter o seu capital integralizado, inteiro e sem desvios. Manter as finanças pessoais separadas das contas da empresa é essencial para que o negócio continue bem-sucedido. Este é um comprometimento que o empresário deve fazer para manter o equilíbrio financeiro do empreendimento e conseguir controlar as entradas e saídas. A orientação do Sebrae é a criação de um pró-labore – um salário fixo para serviços (e para os sócios, se tiver). Isso irá ajudar a diminuir o risco de usar dinheiro do negócio para cobrir despesas pessoais, e o restante pode ser reinvestido na empresa.

3 – “Sem dinheiro? Sem cartão? Tudo bem, pode pagar depois.” – Sem pagamento as contas não fecham. Por isso, é importante escolher os pagamentos mais seguros e oferecer facilidades para o cliente ter opções na hora de pagar (como cartão, dinheiro, PIX ou até transferência). O atendimento faz toda a diferença para o cliente, mas não é por isso que o empresário pode vender fiado ou não cobrar. Outra dica do Sebrae é a criação de um sistema de gestão sobre os pagamentos.

4 – “Vem que hoje tá tudo com 80% de desconto.” – É importante não abusar das promoções. A orientação do Sebrae aos empresários é estudar antes a margem de lucro e qual produto ou serviço realmente pode ser vendido mais barato. Para aumentar os lucros e fazer promoções da forma certa, basta verificar o estoque e definir o que pode ser vendido na promoção. Além disso, é sempre bom perguntar: é o momento certo para fazer essa promoção? Se a resposta for sim, é necessário estar alinhado ao fornecedor e não esquecer de deixar claro como funciona e quais são as regras da promoção.

Mais informações aos empreendedores podem ser obtidas por meio do número 0800 570 0800 ou pelo portal oficial ms.sebrae.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo