TIM encerra o 2º trimestre de 2021 com alta de 154,7% no lucro líquido

A TIM fecha o segundo trimestre de 2021 com resultados que comprovam a solidez de sua gestão operacional e financeira. Na comparação com o segundo trimestre de 2020, o lucro líquido, por exemplo, tem alta de 154,7%, totalizando R$ 681 milhões no período.

Foto: Divulgação

A receita de serviços ficou em R$ 4.226 milhões no segundo trimestre, evolução de 8,7%, impulsionada pelas receitas do fixo e móvel, com alta de 11,1% e 8,5% respectivamente. Já no EBITDA, o aumento é de 5,9% na comparação anual, somando mais de 20 trimestres consecutivos de elevação nesse indicador.

A empresa segue com resultados consistentes também na rentabilização da sua base de clientes. O ARPU (Receita Média Mensal por Usuário) registra aumento de 10,3% ano sobre ano, fechando em R$ 25,8. A aceleração desse indicador, que cresce há 22 trimestres consecutivos, é explicada por melhorias nos desempenhos tanto do pré-pago quanto do pós-pago, refletindo a estratégia assertiva da TIM no processo contínuo de monetizar sua base de clientes através das migrações para planos de maior valor.

Já a receita do serviço fixo totalizou R$ 283 milhões neste trimestre, um aumento de 11,1% quando comparada ao 2T20. A TIM Live, ultra banda larga fixa da companhia, continua sendo o principal elemento para essa performance que avançou 21,0% A/A, representando aproximadamente 63% da receita de serviço fixo. A operadora mantém ainda um ritmo de crescimento consistente, registrando um aumento de 38,3% no número de domicílios cobertos com a tecnologia FTTH, chegando a mais de 3,8 milhões de lares.

Para o CEO da TIM, Pietro Labriola, os números são bem expressivos, principalmente por estabelecer um comparativo com o momento inicial da pandemia, quando foi mais intenso o impacto do isolamento social das pessoas e da suspensão de muitas atividades econômicas. “O desempenho positivo vem acompanhando de uma jornada consistente de melhores práticas ambientais, sociais e de governança, reforçando que é possível combinar uma gestão focada em resultados e inovação com temas relevantes para a evolução de toda a sociedade. Dessa forma, estamos ainda mais preparados para realizar o grande salto que dois eventos vão representar para a companhia: a conclusão da compra de parte dos ativos móveis da Oi e a realização do leilão das frequências destinados à tecnologia 5G. A TIM está pronta para exercer seu protagonismo no mercado”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo