Portobello vence Classe C30 em cima da linha de chegada em Ilhabela

Em duelo catarinense, Katana Portobello vence Zeus Team por apenas três segundos após 4h30 de regata na abertura da Semana de Vela

Katana Portobello (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Ilhabela (SP) – O final da Regata Ilha de Toque-Toque, abertura da 48ª Semana de Vela de Ilhabela para a Classe C30, não poderia ser mais dramático. Após 4h30 de regata para um percurso de 25 milhas (45 km), o Katana Portobello chegou apenas três segundos à frente do Zeus Team, em acirrado duelo catarinense no Canal de São Sebastião neste domingo (25).

A chegada apertada ratifica o equilíbrio da C30, uma das classes mais competitivas da vela oceânica brasileira. Logo após, o atual campeão Caballo Loco e Kaikias Via Itália cruzaram a linha de chegada seguidos por Kairós, as três embarcações do litoral norte paulista. O vento, variando de leste a sudoeste, sempre abaixo dos 10 nós (18 km/h) dificultou o trabalho das 81 tripulações distribuídas em oito classes.

O comandante do Katana Portobello, Cesar Gomes Neto, comentou sobre as dificuldades a bordo. “Largamos escapados e logo de cara tivemos de manobrar contra a maré. Na balsa começamos a nos aproximar do Zeus, que era o quarto colocado. O vento foi rondando para leste e caiu de intensidade. Quando chegamos a Toque-Toque zerou. Contornamos Toque-Toque em último lugar, com o Caballo Loco em primeiro, bem na frente”.

Caballo Loco (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Gomes Neto destacou a estratégia adotada pelo tático Alessandro Witoslawsky. “Na volta, optamos por velejar mais próximos a São Sebastião porque a flotilha rumou para Ilhabela. Tínhamos de arriscar, partir para o tudo ou nada. O Caballo Loco foi o melhor barco na regata, mas nós tivemos a sorte de o vento mudar para o nosso lado e, assim, vencermos em cima da linha da chegada”. O Portobello foi campeão da Semana de Vela em 2016 e no ano seguinte conquistou o Campeonato Brasileiro da Classe C30.

O comandante Mauro Dottori que liderava a regata com o Caballo Loco no trajeto de volta, lamentou a queda na intensidade do vento. “Estávamos na frente e o vento começou a acabar para nós. Demos um bordo para o meio do canal, o que foi fatal para a gente. Ficamos muito tempo parados enquanto Katana e Zeus abriram na frente. Regata com ventos muito variados acaba virando loteria”.

A exemplo do Portobello, o Caballo Loco possui um título em cada competição. Venceu a Semana de Vela em 2019 e conquistou o título brasileiro em 2020. Conforme o vento, a Classe C30 deverá correr mais dez regatas, desta terça-feira até sábado (31). O Campeonato Brasileiro iniciado em Florianópolis, acabará um dia antes, na sexta-feira.

Zeus Team em Toque-Toque (Fred Hoffmann)

Pontuação da Classe C30       

1 – Katana Portobello (Cesar Gomes Neto) – 1 ponto perdido

2 – Zeus Team (Inácio Vandresen) – 2 pp

3 – Caballo Loco (Mauro Dottori) – 3 pp

4 – Kaikias Via Itália (Eduardo Mangabeira) – 4 pp

5 – Kairós (Alessandro Penido) – 5 pp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo