Sebrae/MS lista situações que devem ser evitadas nos negócios

Conheça cinco erros que não devem ser cometidos quando o assunto é Marketing e Vendas

Pensando no cenário atual em que muitos empresários estão utilizando com mais frequência os recursos digitais para vender e divulgar seus produtos, o Sebrae/MS elencou cinco situações que devem ser evitadas quando o assunto é Marketing e Vendas.

Segundo a instituição, é importante que o empreendedor ou responsável por essa função na empresa faça um planejamento prévio de como as ferramentas serão utilizadas no dia a dia do pequeno negócio. “As redes sociais de uma empresa devem ser utilizadas como um canal para conversar com o cliente. É necessário um questionamento sobre o público alvo que se quer atingir e relacionar com a vendas. Um dos componentes do marketing é promover o seu produto, uma saída bastante utilizada é a criação de conteúdos alternativos”, afirmou Rodrigo Sleiman, analista técnico do Sebrae/MS.

Foto: Divulgação

De acordo com Sleiman, quando falamos de Marketing e Vendas, é importante em um negócio nascente o empresário conhecer para quem está vendendo, “É muito comum pensar em todo o planejamento mas as vendas não podem ser deixadas de lado. Quando se trabalha com Marketing é preciso abranger os quatro principais componentes: preço; produto; praça e promoção”, complementa o analista.

Confira as dicas:

1 – “Não tenho link do WhatsApp Business. Anota aí o número” – A orientação do Sebrae é o empresário utilizar todos os recursos do WhatsApp para se comunicar melhor e vender mais, como a criação de um link direto para o WhatsApp Business da empresa. O aplicativo é gratuito e está disponível para celulares Android e iPhone (iOS) e a alteração pode ser feita manualmente, a partir de um código disponibilizado por meio de ferramentas na web.

2 – “Quer que entrega? Vem buscar” – Mesmo com as portas abertas, o delivery, como ficou conhecido o serviço de entrega, deve permanecer nos negócios. Durante a pandemia, as vendas com entrega aumentaram significativamente, já que essa opção oferece segurança e conforto para o consumidor. A recomendação é manter um misto de atendimento, onde o comércio fique aberto no presencial e com atendimento delivery também.

3 – “Não estou no Google, mas para quê? Você já sabe onde fica” – O negócio que não está no Google fica invisível para clientes atuais e futuros na internet. É possível cadastrar a empresa gratuitamente no Google Meu Negócio. Acesse o site google.com.br/business.

4 – “Comentário, DM, Inbox, avaliação? Nunca nem vi” – É importante estar atento e sempre responder as mensagens, comentários e avaliações nas redes sociais da empresa. Vale lembrar que a forma mais eficiente de divulgação, é a indicação. Para isso, o empreendedor precisa ter um bom relacionamento com o público, respondendo as mensagens o mais breve possível. Outra dica é estar aberto a escutar e fazer as melhorias, diminuindo as reclamações.

5 – “Preço Inbox” – Omitir informações e preços dos produtos do cliente é crime, podendo até ter suas atividades suspensas. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o cliente tem direito ao acesso de forma direta a todas as informações do produto ou serviço oferecido. Por isso, nas redes sociais, a recomendação do Sebrae é comunicar o preço do produto no post, na legenda ou até mesmo em comentários, evitando o “preço por Inbox”.

Mais informações aos empreendedores podem ser obtidas meio do número 0800 570 0800 ou pelo portal oficial ms.sebrae.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo