Prêmio Marcos Moraes: Fundação do Câncer lança premiação em reconhecimento a ações de prevenção e cuidados na área de Oncologia

Fundação do Câncer lançou o Prêmio Marcos Moraes de Pesquisa e Inovação para o Controle do Câncer. A premiação vai reconhecer o trabalho de pessoas, instituições científicas, hospitalares ou do Terceiro Setor que desenvolvem ações de prevenção do câncer, promoção da saúde ou para a melhoria da experiência do paciente e do cuidado integral em Oncologia.

Foto: Divulgação

O prêmio homenageia o médico Marcos Moraes, cirurgião oncológico de renome nacional e internacional que criou a Fundação. “É a forma de homenagear alguém que teve uma história sem igual e deixou um legado de inovação, gestão, educação e humanidade. Além disso, trabalhou arduamente pela promoção da saúde e contra o tabagismo, que está ligado a vários tipos de câncer. O prêmio, com o apoio do Instituto Oncoclínicas, é uma forma de abraçar profissionais e pesquisadores em tempos desafiadores para todos”, destaca Luiz Augusto Maltoni, diretor-executivo da Fundação do Câncer. Os interessados podem se inscrever até o dia 18 de julho pelo site: https://premiomarcosmoraes.com.br

Os vencedores, serão conhecidos durante o 9º Simpósio Internacional Oncoclínicas, nos dias 29 e 30 de outubro. Além de certificado de participação e medalha, os primeiros colocados das categorias Promoção da Saúde e Prevenção do Câncer, Cuidados Paliativos e Iniciativas para o Controle do Câncer receberão um prêmio no valor de R$10.000. “Esta é uma iniciativa importante, pois visa reconhecer, incentivar e unir os profissionais que se dedicam à Oncologia. Nosso intuito é estimular que as futuras gerações se vejam nestes profissionais que se dedicam pela saúde e pela ciência, além de mostrar a importância da inovação e da humanização no atendimento e estudo sobre o câncer“, destaca Alfredo Scaff, médico epidemiologista e consultor da Fundação do Câncer.

O homenageado

O médico alagoano Marcos Fernando de Oliveira Moraes, nascido no município de Palmeira dos Índios (AL), foi diretor do Instituto Nacional de Câncer (INCA) e idealizador da Fundação do Câncer, sendo presidente do Conselho Curador desde a sua criação. Foi presidente da Academia Nacional de Medicina e estimulou os projetos da Fundação do Câncer até seu falecimento. Moraes formou-se em 1963 em Medicina na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e em cirurgia oncológica na Universidade de Illinois (EUA). Tornou-se referência e participou de publicações e comissões na Ciência mundial. Foi representante oficial do Brasil na Organização Mundial de Saúde (OMS). O INCA passou a representante oficial do Brasil na Organização Mundial de Saúde (OMS) para o Programa Tabaco ou S aúde, tendo contribuído para a expressiva evolução da cessação do tabagismo no Brasil com a queda do percentual de fumantes. Além disso, valorizou e apoiou ações em Cuidados Paliativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo