SAS Brasil realiza ação de para prevenção do câncer de colo de útero em Campos Belos (GO)

Cerca de 200 mulheres realizarão exame para detecção de câncer do colo de útero e outras doenças ginecológicas como o HPV.

São Paulo (SP) – A SAS Brasil, startup social que leva saúde especializada às regiões em situação de vulnerabilidade no país, volta a Goiás, com o mutirinho de saúde da mulher, entre os dias 14 e 19 de junho, na cidade de Campos Belos, município localizado a 500 km de Goiânia.

Durante o mutirinho, cerca de 200 mulheres chefes de família que residem na região serão beneficiadas pela ação, que realizará a triagem e coleta do exame COBAS das pacientes para identificar as necessidades de cada uma.

Foto: Divulgação

Com os resultados e triagem, a SAS Brasil retornará à cidade para solucionar os casos de pacientes que tiveram alterações nos exames, realizando cirurgias e outros procedimentos em todas as áreas oferecidas na primeira ação.

Os atendimentos serão realizados na UTA – Unidade de Telemedicina Avançada – que, desde o começo do ano, está à disposição dos moradores da região. As UTAs da SAS Brasil são estruturas montadas em um container, com consultórios equipados e uma cabine de telemedicina, modelo inovador que alavancou a SAS Brasil frente a soluções de telessaúde para populações sem acesso à internet ou celular.

Campos Belos é uma das quatro cidades do Brasil e a segunda em Goiás em que a SAS Brasil mantém uma UTA fixa. Mensalmente, existe uma média de 300 pacientes na fila de espera do SUS para consultas com especialistas. O foco de atuação da SAS Brasil é apoiar este atendimento e reduzir os encaminhamentos aos casos estritamente dependentes de atendimento presencial. Segundo levantamento da startup social, as doenças mais frequentes na região são: Leishmaniose, Toxoplasmose, Tuberculose, Hanseníase, Dengue, Câncer de Garganta, Câncer de Intestino e problemas psicológicos.

Adriana Mallet, médica, co-fundadora e CEO da SAS Brasil, explica que a proposta é levar saúde a mulheres de todo o país, de forma inovadora, olhando para elas de forma integral. “A área de ginecologia é uma das mais antigas dentro da SAS Brasil e é muito importante para nós que o projeto chegue às mulheres em regiões de vulnerabilidade social. Em cidades isoladas, elas chegam a esperar até oito meses para fazer um exame”, finaliza.

A SAS Brasil é também a dimensão social do Sertões, maior rally das Américas. Para ações nas UTAs, a startup social também conta com apoio do AmigoH, braço das ações sociais de Oncologia e Hematologia do Hospital Albert Einstein, Roche, Philips Foundation e Faculdade São Leopoldo Mandic.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo