Semana Nacional de Museus terá lançamento de livros sobre Patrimônio Cultural e os cemitérios de Corumbá

Campo Grande (MS) – Durante a 19ª Semana Nacional de Museus, que acontece de 17 a 21 de maio de 2021, serão lançados dois livros de importância para a cultura do Estado: um sobre Patrimônio Cultural e outro sobre os cemitérios de Corumbá.

A coletânea “Museus e Patrimônio Cultural em MS” vai ser lançada na abertura estadual da Semana, no dia 17 de maio, a partir das 16 horas, em live a ser transmitida pelo You Tube da Fundação de Cultura de MS (https://www.youtube.com/user/Clippingfcms). São 21 artigos e relatos de experiências exitosas na área de museus e patrimônio cultural, desenvolvidos por pesquisadores do Estado de Mato Grosso do Sul.

A proposição da coletânea tem múltiplos objetivos: abertura de um espaço de divulgação dos pesquisadores da área museológica, patrimonial e arqueológica; exposição de informações acerca dos museus, memoriais e arquivos de Mato Grosso do Sul e a apresentação de ações realizadas pelas equipes destes espaços culturais.

Fotos: FCMS/Divulgação

Os autores procuraram debater e apresentar o valor cultural e social de suas atuações ou pesquisas nos museus, bem como de patrimônios culturais. Assim, no livro encontram-se temas sobre museus como espaços educativos, de inclusão, estimulando a diversidade, além de possibilidades para ações voltadas à educação não-formal, assim como a acessibilidade.

O título do livro, “Museus e patrimônio cultural em MS: pesquisa, cultura, educação e identidade”, reflete o tema proposto e amplamente debatido durante a realização da 18ª Semana Nacional de Museus (maio de 2020), ocorrida já durante o isolamento social decorrente da pandemia do COVID-19.

Segundo um dos organizadores, o professor Douglas Alves da Silva, o livro é muito importante para dar visibilidade aos museus do Estado e para os pesquisadores que atuam na área de museus em nosso Estado, seja com artigos referentes à pesquisas que estão sendo realizadas ou mesmo de relatos de experiências exitosas de atividades executadas em museus. Essas ações tendem a colaborar com a salvaguarda do Patrimônio Cultural do nosso Estado, com foco especial naquele que está presente em nossos museus”.

No dia 19 de maio, a partir das 17 horas, em live transmitida diretamente da Casa Dr. Gabi – Espaço de Memória, em Corumbá, será lançado o livro “Corumbá entre ruas e cemitério: o tempo e o silêncio”, que contará com a participação dos autores Jéssica Canavarros, Marco Aurélio Oliveira e Wanessa Rodrigues.

A ideia do livro nasceu como fruto de diversos estudos que os autores realizaram sobre os prédios históricos e o cemitério em Corumbá, MS. “O livro traz essa abordagem que só recentemente aparece em pesquisas sobre Corumbá, quando analisa o cemitério e as suas formas de linguagem, de representação, de rito, de louvação, de agregar todos em um único espaço, mas, do mesmo modo, de manter as diferenças socioeconômicas e culturais, como acontece com as desiguais estruturas e ornamentos sepulcrais. Como destacado na obra, os cemitérios são espaços para os vivos. São eles que escolhem os materiais, as ornamentações, as técnicas estruturais e o conjunto de elementos que formam os túmulos. Essa é uma excelente contribuição deste livro que redescobre os apetrechos, estilos e mais procedimentos usados na materialidade de sepulturas existentes na cidade. [trecho do prefácio]

Fotos: FCMS/Divulgação

A obra foi publicada com patrocínio do Fundo de Investimentos Culturais do Pantanal (FIC/Pantanal) / Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá, em edital de 2019. A obra não foi lançada em 2020 por conta da pandemia, e agora, os autores aproveitam a Semana Nacional dos Museus para o lançamento.

Marco Aurélio Machado de Oliveira, um dos autores, é professor Titular de História Moderna na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, e fala sobre a obra: “É um livro que trata do patrimônio em memória, da construção do patrimônio do centro histórico de Corumbá, damos uma ênfase à questão das fachadas dos prédios, das datações dessas fachadas, e dos lugares esquecidos pela memória, como o Sarobá, por exemplo. Também falamos de cemitérios, contamos a história dos três cemitérios que Corumbá teve ao longo de sua história, os três cemitérios urbanos da cidade”.

Os lançamentos destes dois livros e toda a programação da 19ª Semana Nacional dos Museus será transmitida ao vivo pelas redes sociais da Fundação de Cultura de MS e instituições parceiras. Clique aqui e confira a PROGRAMAÇÃO ESTADUAL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo