Pandemia e educação: como a tecnologia transformou a rotina escolar

No Dia Nacional da Família na Escola, uma realidade chama atenção: estudar em casa fortaleceu ainda mais a relação de pais de filhos e impactou positivamente a jornada de conhecimento de estudantes Brasil afora

São Paulo (SP) – Instituído pelo Ministério da Educação, o Dia Nacional da Família na Escola é uma das celebrações mais importantes no calendário estudantil. Comemorado no próximo sábado, 24, o Dia lança luz à uma realidade cada vez mais comum nos lares brasileiros: com a pandemia e implementação das medidas de distanciamento físico, estudantes saíram das salas de aula e fizeram das salas de casa seu espaço de estudo. Enquanto isso, mães e pais mudaram suas rotinas para melhorar a jornada dos filhos frente aos desafios do ensino à distância.

Foi o que aconteceu com a família de Ana Claudia Borges, que conta como a mudança na rotina com as filhas Eloah e a pequena Maria Luiza, aos poucos se tornou mais feliz e produtiva. “Minhas filhas precisaram se adaptar à uma nova rotina de estudos e foi uma oportunidade de ficarmos mais tempo juntas e aprender em família. Criamos novos hábitos e estabelecemos horários para os estudos. Percebi que em casa elas desenvolveram mais autonomia. A parte mais difícil é perder o vínculo com os colegas de turma. E, de uma forma geral, a tecnologia foi nossa grande aliada em todos os aspectos. Conseguimos manter a aprendizagem e o contato com os professores, ao mesmo tempo, elas também desenvolveram novas habilidades tecnológicas. Elas aprendem como alunas e nós também aprendemos com eles”, declara.

Fotos: Divulgação

“De pais nos tornamos também educadores e, ao mesmo tempo, éramos alunos, assistindo as aulas”, declara a atendente que precisou se desdobrar para dividir as 24 horas do dia entre o trabalho, o ensino remoto e as tarefas de casa, explica. “Para que tudo isso desse certo sempre tivemos ajuda e apoio dos professores e toda equipe da escola sempre que alguma dúvida surgia. Isso nos deu segurança e nos mostrou que não estávamos sozinhos nesta jornada”, afirma.

Esse impacto social positivo foi possível graças às soluções fornecidas pela tecnologia, como relata Andreia Galvan, Diretora do Colégio e Curso Acesso. “Foram muitos os desafios que superamos para atender as necessidades de nossos colaboradores e manter educadores e alunos conectados e, mais que isso, inspirados nesta jornada. A Plataforma A+, foi uma grande aliada da escola. Por meio de ferramentas pedagógicas desenvolvidas pela edtech, conseguimos desenvolver uma rotina assertiva para formar nossos alunos tanto da educação infantil, quanto ensinos fundamental e médio, além do pré-vestibular. Essa contribuição tecnológica foi inquestionável para que o nosso compromisso com o resultado tivesses saldo positivo”, declara a Diretora.

Com a Plataforma A+, os alunos e professores do Colégio e Curso Acesso ficam inseridos em um ecossistema educacional que aprimora a formação dos estudantes e promove um ensino completo e global. “Foi um parceiro imprescindível principalmente com os menores, da educação infantil e do ensino fundamental I, onde houve maior participação dos pais nas aulas online, o que foi fundamental para o desenvolvimento das crianças. Os alunos demonstravam muita segurança nas aulas, só pelo fato de terem o pai, a mãe ou a tia por perto. Tivemos várias famílias que se dedicaram mais à educação dos seus filhos neste período e entraram de cabeça nas atividades, brincadeiras e interações”, declara a gestora.

“Vimos pais participando com os filhos em atividades como dança das cadeiras, torta na cara e até ajudando os pequenos nos conteúdos mais difíceis. As aulas em casa não só estreitaram os vínculos familiares, mas também contribuíram para um envolvimento maior dos pais com a educação de seus filhos. Os pais relataram que, depois das aulas online, passaram a valorizar muito mais a escola, pois descobriram tamanha dedicação e responsabilidade dos professores para com o ensino dos seus filhos”, conclui.

Educação e tecnologia de mãos dadas para garantir aprendizado e engajamento

O exemplo do Acesso acontece também nas outras 56 instituições de ensino que apostaram nas ferramentas de gestão escolar e de ensino-aprendizagem desenvolvidos pela Plataforma A+ para conectar estudantes por meio da inovação, com metodologias individualizadas, para atender necessidades do ensino híbrido, sala de aula invertida e aprendizagem adaptativa. Alexandre Sayão, CEO da Plataforma A+, destaca que a startup tem atuação diferenciada no mercado nacional e hoje já impacta diretamente a jornada de mais de 31 mil estudantes. “A Plataforma A+ dispõe de soluções integradas de ensino e gestão não apenas para aprofundar o conhecimento, mas também para ampliar de forma efetiva o aprendizado. Diante da pandemia, foi preciso entrar nas casas dos nossos alunos, gestores e professores para transmitir conhecimento com qualidade e de forma eficiente”, explica.

Fotos: Divulgação

Verdadeira aliada do conhecimento, a startup já ofereceu mais de 15 mil horas de aulas. “Desenvolvemos a Plataforma A+ para preencher as lacunas e atender as necessidades do mercado de educação, que já vinha dando sinais de necessidade de evolução. Com a pandemia, essa necessidade virou urgência e assim aceleramos para oferecer um serviço personalizado e pensado para ser um facilitador da jornada, tanto para estudantes, como para gestores e educadores”, explica.

O CEO destaca ainda que a edtech oferece um modelo estruturado para as diferentes realidades dos alunos brasileiros. “Nosso papel é garantir que os estudantes se mantenham inspirados e preparados com conteúdos que de fato atendam suas necessidades. Seguimos investindo para que nosso modelo de negócio seja cada vez mais eficiente e assertivo. É um desafio e é o que nos provoca a continuarmos melhorando e evoluindo. Assim, estaremos sempre um passo a frente”, conclui.

Sobre a Plataforma A+:

Criada para oferecer toda a estrutura de uma escola na palma da mão, a edtech entrega aos setores administrativos acesso aos procedimentos operacionais e ainda permite que os pais recebam informações sobre a rotina escolar, comunicados e dados consolidados do desempenho dos estudantes. A startup simplifica o uso da tecnologia dentro de sala de aula, alinhado às metodologias atuais, como ensino híbrido, sala de aula invertida e aprendizagem adaptativa. “Nosso foco é na experiência de escolas, alunos e pais com nossas soluções e valorizamos o acompanhamento da jornada de ponta a ponta de nossos clientes e usuários, por meio de focus group, pesquisas qualitativas e indicadores de engajamento e satisfação, como NPS e Customer Satisfaction”, afirma o CEO.

A eliminação de etapas burocráticas no processo de matrícula e rematrícula é outro benefício da plataforma. Por meio da Plataforma A+, em apenas 7 minutos é possível inserir os dados dos alunos, assinar contrato, gerar o boleto ou definir outra forma de pagamento. Além disso, o sistema permite que cada gestor personalize relatórios e indicativos, além da navegação, integrando com a identidade visual da escola. “Pensamos em todas as alternativas de diversificação do nosso portfólio de produtos, para que ele atenda aos diversos envolvidos na rede. Foram meses dedicados a elaborar um modelo de negócio que seja seguro e resolutivo, que garanta entregar valor à educação privada no País”, assegura.

Diante de um mercado de startups cada vez mais aquecido, outro diferencial do hub é a diversidade dos serviços ofertados e a possibilidade de expansão para atender os diferentes públicos e suprir as principais necessidades das lideranças educacionais. Segundo o CEO, a estratégia da Plataforma A+ é se manter atenta às transformações e exigências que o mercado exige para fornecer às instituições processos de gestão cada vez mais eficientes, garantindo a perenidade de suas marcas e sua sustentabilidade econômica.

“Dentro da plataforma, as vantagens são inúmeras. Os alunos têm acesso a conteúdos elaborados por especialistas e os professores podem criar e organizar conteúdos e atividades escolares. Na biblioteca online, oferecemos um acervo de milhares de títulos, crônicas, jornais e tirinhas. Também aplicamos simulados e avaliações a partir de um banco de dados com milhares de questões e funcionalidades como correção automática. Outro diferencial é nosso ambiente de inteligência pedagógica, com relatórios de engajamento e de desempenho dos alunos, com distinção por série, turma, professor ou disciplina. Por meio de inteligência artificial de gamificação, promovemos aprendizagem de forma engajante, personalizada e efetiva”, finaliza.

Saiba mais sobre a Plataforma A+ no site e nas redes sociais.

Facebook Instagram LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo