Em ano de pandemia, professores da UEMS produzem 575 artigos científicos

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) teve no primeiro ano de pandemia, um total de 575 artigos científicos publicados em revistas científicas nacionais e internacionais. O número equivale a 1,57 artigo científico por dia em 2020. Além disso, a produção intelectual dos professores e pesquisadores da UEMS inclui ainda a publicação de 27 livros e 185 capítulos.

Foto: Divulgação

Os resultados foram publicados na última quarta-feira (30) no primeiro Anuário da Pesquisa, Pós-graduação e Inovação onde está reunido diversos indicadores que visam acompanhar a evolução da pesquisa na universidade.  Para a Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, Luciana Ferreira, o resultado é fruto de um trabalho coletivo que se desenvolve desde 2016. “A meta é que o anuário seja contínuo, permanente e que seja divulgado anualmente com os indicadores de base da produção da nossa comunidade acadêmica”, diz a pró-reitora.

O balanço anual feito pela Pró-reitoria de Pesquisa traz ainda diversos outros dados sobre o cenário da pesquisa na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, como o número de concluintes nos cursos de pós-graduação (140) e os grupos de pesquisa (94). Além disso, o documento traz informações importantes sobre o fomento financeiro à ciência no âmbito das bolsas de estudo para cursos de mestrado e doutorado. Em 2020, reunindo os diversos órgãos de fomento, como Fundect, Capes, Cnpq e Pibap, a UEMS obteve 257 bolsas para que alunos pudessem dar prosseguimento em suas respectivas pesquisas. Para a graduação, 1.391 bolsas foram distribuídas para o fomento da pesquisa, docência, monitoria e inovação conforme números disponíveis no site da Universidade.

Entre os fatores que estimularam a produção científica da UEMS em 2020 está a atuação dos 11 Centros de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPEX) distribuídos por todas as regiões do Estado. O anuário reúne outras informações importantes sobre a produção acadêmica na educação superior pública estadual de MS, como o número de artigos publicados em periódicos (359), orientações de mestrado (70) e orientações de tese (13).

O professor doutor Yzel Rondon integra o Conselho Técnico Científico do Centro De Estudos Em Recursos Naturais (CERNA), grupo que desenvolve pesquisas interdisciplinares nas áreas de Física, Engenharia Física, Química, Química Industrial, Ciências Biológicas e Engenharia Ambiental e Sanitária. Para Rondon, os centros de estudos possuem a chance de atuarem não apenas na produção acadêmica, mas na solução de problemas da sociedade. “Acredito que este impacto será maior com o amadurecimento dos CEPEX com a compreensão, por parte de nossos docentes, de que a interação com a comunidade pode minimizar o negacionismo e visão deturpada da ciência” conclui Rondon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo