Theatro Municipal de São Paulo transmite concertos inéditos da Orquestra Sinfônica Municipal na internet

Apresentações que seriam abertas ao público, mas precisaram ser suspensas em cumprimento ao retorno à fase vermelha decretado pelo Governo de São Paulo, foram gravadas, com plateia vazia, e agora serão transmitidas nos dias 11 e 13 de março, de graça, no YouTube do Theatro Municipal; repertórios com Duo de Harpa e Orquestra em formação reduzida tem obras de Bach, Ravel, Schumann e Piazzolla

Na última semana, o Theatro Municipal de São Paulo suspendeu todas as atividades presenciais em conformidade às orientações do Governo do Estado de São Paulo, por meio do Plano São Paulo e da Secretaria Municipal de Cultura, que reclassificou todo o estado para a fase vermelha. Toda a programação que estava prevista com a presença de público foi suspensa, incluindo os concertos da Orquestra Sinfônica Municipal (OSM). Mas nesta quinta-feira (11/3) e neste sábado (13/3), o YouTube do Theatro Municipal exibe a gravação de dois destes concertos. A transmissão começa às 19h40 com uma live que irá reunir maestro e musicistas da OSM em um bate-papo de aquecimento para o concerto que começa às 20h. Quem estiver em casa pode acompanhar de graça, pelo canal do Theatro Municipal no YouTube: E o conteúdo fica disponível para acesso posterior, a qualquer hora, sem necessidade de agendamento ou cadastro prévio.

Crédito: Rafael Salvador

No programa de hoje, 11, em celebração ao Dia Internacional da Mulher, se apresentam as harpistas da casa, Jennifer Campbell e Paola Baron. No repertório, Prelúdio da Partita nº 3, do alemão Johann Sebastian Bach (1685-1750), com solos de Jeniffer Campbell; Le Jardin Féerique da suite Ma mére, de Maurice Ravel (1875-1937), e Bourree da suite francesa nº 6, de Johann Sebastian Bach (1685-1750), ambas tocadas pelo duo de harpistas. O programa faz ainda uma homenagem ao aniversariante do dia: Astor Piazzola. Para a ocasião foi escolhida Invierno Porteño, obra do compositor argentino que completaria 100 anos, em interpretação solo de Paola Baron. Antes do concerto, Ricardo Appezzato, gestor artístico da Santa Marcelina Cultura, organização social responsável pela gestão do Theatro Municipal de São Paulo, media a conversa entre as harpistas.

Já o concerto de sábado (13/3), será dedicado ao compositor alemão Robert Schumann (1810-1856). A Orquestra Sinfônica Municipal, sob regência de Roberto Minczuk, interpreta os quatro movimentos da Sinfonia n.2 em Dó Maior Op. 61, obra com a presença marcante de flautas, oboés, clarinetes, fagotes, trompas, trompetes, trombones, tímpanos e cordas. A peça foi escrita e orquestrada entre o final de 1845 e 1846, período em que o compositor apresentava sintomas de depressão por conta de um colapso nervoso sofrido anos antes. Neste dia, o maestro Roberto Minczuk é o mediador da conversa que tem a presença da violista Adriana Schincariol e da violinista Maria Fernanda Krug, ambas integrantes da Orquestra Sinfônica Municipal.

Serviço:
11 de março, quinta-feira, 20h

Concerto Online

Jennifer Campbell, harpa

Paola Baron, harpa

JOHANN SEBASTIAN BACH

Prelúdio da Partita nº 3 (original para violino solo) (solo Jennifer)

ASTOR PIAZZOLLA

Invierno Porteño (solo Paola)

MAURICE RAVEL

Le Jardin Féerique da suite Ma mére l’Oye (duo)

JOHANN SEBASTIAN BACH

Bourree da suite francesa nº 6 (duo)

13 de março, sábado, 20h

Concerto online

Orquestra Sinfônica Municipal

Roberto Minczuk regência

ROBERT SCHUMANN (1810 – 1856)

Sinfonia n.2 em Dó Maior Op. 61 (1846)

I – Sostenuto assai – Allegro, ma non tropo

II – Scherzo: Allegro vivace

III – Adagio expressivo

IV – Allegro molto vivace

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo