Entregadores são funcionários da Rappi e devem ter carteira assinada, concluem fiscais do trabalho

Foto: Repórter Brasil

Conclusões de relatório inédito da Auditoria Fiscal do Trabalho afirma que a “autonomia” dos entregadores do aplicativo é uma fraude antiga com roupa nova. Relação entre a Rappi e os entregadores é de trabalho subordinado; completo avesso do suposto trabalho autônomo que a empresa defende se tratar.

Leia a reportagem completa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo