Atualmente em ótima campanha na série A do campeonato brasileiro, o Ceará ganha especial homenagem em composição musical de Rubenio Marcelo

Fundado em 1914, com sede na capital do estado, portanto atualmente com 106 anos de história e jornadas vitoriosas no futebol, o Ceará Sporting Club é o maior detentor de títulos do campeonato cearense. Recentemente Bicampeão Invicto do Nordeste (2015 e 2020), o Ceará vive ótimo momento estrutural e também no Brasileirão Série A. Com expressivas médias de públicos nos seus jogos, o Vozão – como é conhecido carinhosamente pela massa alvinegra – é o time cearense de maior torcida local e também com torcedores espalhados por todo o país.

Áttila Gomes (cantor e percussionista) e Rubenio Marcelo (compositor, letrista e melodista) – Foto: Divulgação

Assim, o Ceará ganhou agora uma especial homenagem em criação musical de um torcedor também especial: o escritor/poeta e compositor Rubenio Marcelo, que é cearense, torcedor alvinegro, e radicado há três décadas em Campo Grande, e que compôs – em forma de hino independente – o harmonioso “Tributo ao Ceará Sporting Club”, com ritmo melodioso e uma letra em que o esmero estético se faz presente (com refrão envolvente, e tudo enaltecendo o homenageado C.S.C), obra esta denotando grande inspiração artística do autor, que, além de vários livros publicados e CD’s, possui em seu currículo centenas de músicas (várias gravadas) e significativas premiações culturais, como por ex: – em 2000 foi um dos vencedores do “Prêmio Nacional DirecTV: A Liberdade em Suas Mãos” (categoria música); em 2004 venceu com poema autoral o Prêmio “Noite Nacional da Poesia”, e mais recentemente (2018) foi um dos vencedores do “Prêmio Amazonas de Literatura”, dentre outros.

Lançado em canal do youtube, o “Tributo ao Ceará Sporting Club” foi gravado em estúdio de Campo Grande, contando nesta etapa com a participação de músicos exponenciais, como o renomado Adriano Praça (que tocou flauta transversal, saxofone e clarinete) e Mestre Galvão, que teceu os arranjos gerais e executou instrumentos de cordas. O intérprete escolhido é possuidor de uma das melhores vozes regionais: cantor Áttila Gomes, amigo do autor Rubenio Marcelo, tendo inclusive já gravado várias das suas composições. Áttila iniciou suas atividades musicais na década de 80, participando de festivais universitários, além do canto coral, e norteando sua trajetória. A profissionalização logo ocorreu e, a partir dos anos 1990, passou a integrar o famoso Regional de Choro Agemaduomi, gravando CD’s, propagando o chorinho e o samba em concorridos eventos, como o Festival América do Sul e o Festival de Bonito, que acontecem em MS. Em 2012 gravou seu CD solo: “Momento do Samba”, e a partir de 2014 passa a integrar o “Quarteto Samba Choro”. Eclético artista, Áttila Gomes, que também fez as percussões da gravação musical, diz que está muito feliz pela interpretação do “Tributo ao Ceará S. C” (de Rubenio Marcelo), pois ‘se identificou muito com tudo e se firmou agora como fervoroso torcedor do Vozão’.

Rubenio Marcelo, que – além de compor o Tributo… – também fez o acompanhamento de violão na respectiva gravação, é membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (Cadeira 35) e autor de treze livros publicados e três CDs. Um dos seus livros de poemas: “Vias do Infinito Ser” (Ed. Letra Livre) foi indicado pela UFMS como leitura obrigatória para o atual Vestibular 2021.  Recentemente esteve em Portugal, onde a convite integrou mesa literária e lançou suas obras no Departamento de Línguas e Cultura da Universidade de Aveiro. Já participou como convidado de diversas feiras literárias nacionais e bienais. Foi Conselheiro Estadual de Cultura de Mato Grosso do Sul. Escreve como colunista da Revista Destaque e para o suplemento cultural do Jornal diário impresso Correio do Estado. É também advogado e revisor linguístico-ortográfico, e reside na Cidade Morena capital de MS.

Acerca desta emblemática composição de Rubenio Marcelo: “Tributo ao Ceará Sporting Club”, assim expressou o ilustre jornalista e ícone da Cultura em MS, escritor e atual presidente da ASL, Henrique de Medeiros: “Salve o Ceará… O futebol merece homenagens que ainda fazem parte do acreditar no que existe de emoção dentro da paixão. Marcha o Vozão, marcha o Ceará, marcha a torcida pelas conquistas, neste belo Tributo”.  E, por sua vez, Jorge Paulo de Oliveira Gomes, que foi árbitro assistente/bandeira e pertenceu ao quadro da FIFA (tendo atuado na Copa do Mundo de 2002) e reside em Brasília, afirmou: “Nesta composição, que relembra as torcidas organizadas comportadas, vem a saudade dos estádios brasileiros, nas tardes de domingos inesquecíveis, eternizadas pela magia do futebol. Parabéns, Rubenio Marcelo, viva o Vozão!”.

Portanto, merecidamente o Ceará S.C ganha agora mais esta homenagem: expressa em linguagem musical e composta por atuante autor contemporâneo. A seguir, o link/videoclipe no youtube – “Tributo ao Ceará Sporting Club”:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo