5 dicas básicas sobre saúde bucal para bebês

Diariamente nos preocupamos com a saúde bucal, fazemos a higienização cotidiana e investimos em tratamentos diversos, como implante dentário. Esse cuidado surge na idade adulta, mas a verdade é que também há grande importância na saúde bucal para bebês.

Foto: Shutterstock

A odontopediatria é a especialidade responsável por acompanhar bebês, crianças e pré-adolescentes em sua dentição, além de iniciar tratamentos e ensinar o cuidado com os dentes.

Deste modo, os pais têm um papel ativo para que os médicos consigam exercer sua função, levando os filhos, ainda bebês, para acompanhamento odontológico.

Mais ainda, é com a participação dos pais que os cuidados diários e os processos de higienização podem ser implementados na rotina de forma mais prazerosa, criando o hábito na criança e prevenindo que diversos problemas bucais surjam no decorrer da vida do pequeno.

No presente artigo abordaremos a importância do cuidado da saúde bucal para os bebês, que contribuirão para uma vida mais saudável e posteriormente para a realização de procedimentos como a colocação de aparelho ortodontico, com mais qualidade e higiene.

Além disso, confira cinco dicas essenciais para manter a saúde do bebê em dia.

A importância da saúde bucal em bebês

A assistência e o acompanhamento odontológico na primeira infância é crucial para permitir que as crianças se desenvolvam de maneira saudável e eficiente.

Isso ocorre, principalmente, porque o cuidado com a saúde bucal e com os dentes dos bebês são importantes para evitar o desenvolvimento de doenças bucais e outras que podem atingir o corpo.

Quanto ao início da higienização bebê, o mais indicado é que a orientação seja dada à mãe pelo odontopediatra.

Isso porque o processo pode se dar de duas formas. Afinal, há autores que abordam o início da limpeza bucal antes da erupção do primeiro dente, permitindo que resíduos alimentares sejam eliminados, garantindo que o ambiente bucal fique saudável.

Já outros autores da área indicam que a higienização bucal do bebê começa a partir do nascimento do primeiro dente, momento em que a consulta ao odontopediatra também deve ser feita para novas orientações acerca do cuidado com a saúde bucal da criança.

Os “Cadernos de Atenção Básica – Saúde Bucal” do Ministério da Saúde, também indicam a limpeza antes da erupção dental, com um tecido limpo ou uma gaze embebida em água filtrada.

Portanto, a higiene bucal do bebê deve ser um ato diário, e os pais devem ser informados sobre todas as formas de higienização, inclusive antes da erupção do primeiro dente.

Apesar do não consenso, grande parte dos profissionais da área odontológica acreditam que quanto antes ocorrer a manutenção bucal, mais receptivas as crianças serão aos tratamentos odontológicos e acompanhamentos.

Isso tornará os cuidados mais eficientes e rotineiros, bem como as intervenções como a extracao de dente mais tranquilas.

Dicas para manter a saúde bucal do bebê

Vimos que para que a saúde bucal dos bebês seja garantida e tenha grande qualidade é necessário que a introdução desses hábitos no cotidiano ocorra desde os primeiros meses.

Confira a seguir algumas dicas de como iniciar essa limpeza bucal e como implementar esse hábito ao longo da vida da criança

  1. Higienize a gengiva do bebê

Caso a orientação seja iniciar a limpeza bucal do bebê antes do nascimento dos dentes, ela deverá ser feita após a amamentação, de modo a evitar acúmulo de bactérias.

O processo deve ser feito com gaze umedecida na água mineral filtrada ou fervida (e depois deixada em temperatura ambiente).

O movimento deve ser leve, passando o dedo recoberto com o pano na parte interna da boca do bebê e na língua.

Pode-se usar também um instrumento conhecido como dedeira, que podem ser encontradas com facilidade em farmácias.

  1. Escovação ao nascer dos dentes

Assim que os primeiros dentes nascerem é necessário que a limpeza passe a ser feita com a escova de dente apropriada para crianças. Geralmente, o primeiro dente surge entre 4 e 9 meses.

A escovação deve ser feita pelo pai ou pela mãe, com uma escova de cerdas macias, com cabeça pequena e um cabo longo.

O uso de creme dental é permitido após o aparecimento completo dos dentes, com produto recomendado para a idade.

O processo é simples, devendo-se passar a escova por todos os dentes e a língua. O creme deve ser uma gotinha, com tamanho semelhante a um grão de arroz, e deve-se usar uma gaze para retirada do excesso que ficar.

Recomenda-se repetir o processo 2 vezes ao dia.

  1. Leve a primeira consulta ao dentista

A primeira consulta ao odontopediatra após o nascimento do bebê é muito importante. Afinal, o médico transmitirá informações importantes e auxiliará nos procedimentos que podem ser feitos – inclusive para tornar o momento mais tranquilo e a criança mais receptiva.

Esse hábito de visitar o dentista também cria uma relação de conforto para a criança, que ao manter as consultas não terá “medo” ou “receio” no decorrer da vida para realização de consultas preventivas ou mesmo na necessidade de um tratamento de canal.

  1. Use materiais indicados

Para que o processo de higienização aconteça de forma adequada, é necessário usar produtos recomendados para os bebês – como escovas extras macias e cremes dentais para a idade.

Lembre-se também de sempre evitar o excesso de creme.

  1. Estimule os bebês a escovarem os dentes

Bebês e crianças amam imitar seus pais, portanto, se os pais desenvolverem um hábito de escovar os dentes e introduzir a criança na rotina, os filhos receberão a mensagem e levarão para o resto da vida o bom hábito.

Deste modo, tratamentos como implante dentario serão feitos apenas em casos de muita necessidade, bem como também serão cuidados corretamente no futuro.

Assim, concluímos que a saúde bucal das crianças deve começar desde cedo, com orientações médicas e – principalmente – com a ação conjunta dos pais na promoção de um hábito saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo