Janeiro Branco em tempos de Pandemia

Especialista dá dicas de como melhorar a saúde mental em 2021 e alerta sobre aumento de doenças como depressão e transtornos de ansiedade

Estamos passando por um início de ano diferente, mas apesar das dificuldades enfrentadas com a Pandemia do Covid-19, não podemos perder as esperanças. O primeiro mês do ano traz uma campanha muito importante, principalmente neste momento: o Janeiro Branco. A campanha discute a importância do cuidado com a saúde mental em busca de mais felicidade e qualidade de vida.

Foto: Divulgação

Atualmente, os transtornos mentais são a terceira maior causa de afastamento no trabalho, gerando a solicitação de 43,3 mil auxílios-doença de acordo com o último levantamento da Secretaria da Previdência feito em 2017. “O mês da prevenção e cuidado da saúde mental no Brasil, deve seguir como um alerta para as pessoas ficarem mais atentas não apenas com doenças como depressão e transtornos de ansiedade, mas também com as síndromes de Burnout e Boreout”, explica o psicólogo Damião Silva.

Para quem não sabe, a Síndrome de Burnout, (ou Síndrome do Esgotamento Nervoso) combina sintomas como falta de motivação, sensação de esgotamento físico e mental, vontade de se isolar, irritabilidade, pessimismo, dificuldade de concentração, ansiedade, dores de cabeça e nas costas, fraqueza, mudanças bruscas de humor, insônia e lapsos de memória.

Sabemos que o estresse faz parte da vida de todos nós, principalmente devido ao excesso de atividades que exercemos. Entretanto, é importante estar atento quando esse estresse se torna nocivo e insalubre. “Todo profissional conhece alguém da área que já abandonou a profissão, ou que até mesmo precisou se afastar de suas atribuições por estar à beira de um colapso. Porém muitas pessoas reconhecem esses sintomas, mas se tornam relutantes em procurar ajuda por considerar que se sentir de determinada forma é inerente ao status de sua ocupação”, relata o psicólogo.

Outra síndrome citada pelo especialista e que pouco se fala é a Boreout. “Essa síndrome é caracterizada com pessoas que se sentem entediadas o tempo todo no ambiente corporativo, ou seja, não gostam do trabalho e se sentem no lugar errado”, explica Damião. Ainda segundo ele, com a Pandemia mais pessoas começaram a ter essa sensação. “Algumas pessoas estão repensando suas carreiras e trajetórias profissional, a partir do excesso de home office. O fato não gostar do trabalho, faz as pessoas ficarem doentes com depressão, ansiedade, baixa estima, exatamente por não gostarem do que estão fazendo”, complementou o especialista.

O Janeiro Branco nos traz também como alerta importante a Psicofobia, preconceito contra as pessoas que apresentam transtornos e/ou deficiências mentais. Muita gente não sabe, mas o Ministério da Saúde e a Comissão de Direitos Humanos passou a considerar crime pela PLS 74/2012. A Psicofobia pode levar de 2 a 4 anos de cadeia, se for negligenciado um tratamento adequado para a pessoa transtornada, ou se um indivíduo causar sofrimento a um transtornado. Além disso, se um chefe ou diretor negar acessos “normais” a estudos, trabalho, instituições etc. a um indivíduo com transtorno mental, a pena é de 3 a 6 anos.

Segundo o especialista, são considerados tipos de agressões frases como:

  • “Para com isso, que frescura, você é hipocondríaca (o), vê doença em tudo!”
  • “Isto é uma fase, a tristeza vai embora e passa, não fica assim”
  • “Vai trabalhar você está fazendo corpo mole!”

Dicas para melhorar a saúde mental em 2021!

  • Para finalizar, o psicólogo Damião Silva separou algumas dicas para melhorar a saúde mental neste ano que se inicia:
  • Priorize o sono, tenha um sono de qualidade. Busque sempre dormir no mesmo horário e não leve celular para cama;
  • Pratique atividades físicas sempre que possível;
  • Cuide bem da alimentação, busque alimentos saudáveis;
  • Mantenha pessoas que gostam de você por perto e elimine pessoas tóxicas que te fazem mal;
  • Tenha momentos especiais consigo próprio; faça coisas que goste;
  • Procure novos hobbies;
  • Conheça a si mesmo, faça terapia;
  • Ajude o próximo e seja generoso.

A partir de 11 de janeiro, o especialista fará LIVES em seu Instagram (@danpsicólogo) com convidados especiais falando sobre temas relacionados ao Janeiro Branco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo