Temporal atinge Uberlândia (MG) e provoca destruição

Um forte temporal atingiu no fim da tarde e início da noite desta terça-feira (09) o município de Uberlândia, em Minas Gerais, provocando destruição e alagamentos. Ainda não há informações sobre possíveis vítimas.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Uberlândia (PMU), equipes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar foram mobilizadas para atender as ocorrências.

A forte chuva que atingiu a cidade de Uberlândia (MG) nesta terça-feira (08) provocou danos no asfalto – Foto: Prefeitura Municipal de Uberlândia/Divulgação

A tempestade causou alagamentos e inundações, deslizamentos de terra, quedas de árvores e postes de energia e deixou centenas de pessoas ‘ilhadas’. Um rastro de lama pode ser visto em várias vias públicas da cidade, que ficaram intransitáveis.

Testemunhas disseram que dezenas de carros foram arrastados pelas fortes correntezas que tomaram conta das ruas e avenidas da cidade. Vários estabelecimentos comerciais e residências foram alagadas.

A força da água chegou a arrancar o asfalto de ruas e avenidas, obrigando as autoridades a iniciarem reparos de urgência.

O Corpo de Bombeiros registrou cerca de 40 pedidos de ajuda e pelo menos 15 pessoas tiveram que ser resgatadas pelos militares. Ninguém, ficou ferido.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que o temporal durou cerca de seis horas, e que a média de chuva foi de 118 mm. Esse volume equivale a 40% da média para o mês de dezembro.

O Secretário de Obras da prefeitura, Norberto Nunes, disse em entrevista coletiva que as equipes de manutenção já estão trabalhando para restaurar o asfalto que foi despedaçado nas vias públicas da cidade, e que os pontos mais críticos são na Avenida Presidente Médici, na Rua Benjamin Alves dos Santos, e na Rotatória da Avenida Geraldo Abraão.

Já o Corpo de Bombeiros informou que o número de ocorrência foi alto, e que a maior parte delas foi em decorrência de quedas de árvores sobre as vias públicas e residências.

Equipes da Defesa Civil estão vistoriando alguns imóveis que tiveram suas estruturas danificadas. Alguns moradores tiveram que deixar suas casas.

Na Avenida Rondon Pacheco um veículo com quatro pessoas parou em meio a uma forte enxurrada. O carro começou a ser arrastado pela água e os ocupantes tiveram que ser resgatados pelos bombeiros.

Na mesma região, um estabelecimento comercial foi atingindo pela correnteza e foi inundado. Funcionários e clientes tiveram que deixar o local às pressas.

Com informações das Assessorias de Comunicação da PMU e da Defesa Civil/MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo