Prefeitura decreta toque de recolher a partir de sexta (27) em Campo Grande (MS)

A Prefeitura Municipal de Campo Grande (PMCG) publicou na manhã desta quinta-feira (26) no Diário Oficial (Diogrande), o Decreto que determina o toque de recolher que entra em vigor a partir das 00:00 horas de sexta-feira (27) até as 00:00 horas do dia 11 de dezembro.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da PMCG, a decisão foi tomada pelo prefeito Marcos Trad Filho em decorrência do aumento de casos de infecção por Coronavírus (Covid-19) na cidade.

A Guarda Civil Municipal reforçará a fiscalização em toda a cidade para garantir o cumprimento do toque de recolher – Foto: GCM/Divulgação

Vários hospitais da cidade, como o Hospital Unimed, já estão praticamente com todos os leitos destinados ao tratamento da Covid-19 ocupados, podendo a saúde pública municipal entrar em colapso.

O texto contido no Decreto prevê a proibição da “circulação de pessoas, exceto quando necessária para acesso aos serviços essenciais e sua prestação, comprovando-se a necessidade ou urgência”.

Os únicos serviços liberados para funcionar da meia-noite às 05h da manhã são aqueles considerados essenciais, como por exemplo, postos de combustíveis, farmácias, hospitais, postos de saúde, segurança pública, assistência funerária, coleta de lixo, bem como serviços ligados aos setores da agropecuária e indústrias.

Serviços de delivery também estão autorizados a funcionar neste período, desde que os trabalhadores sigam as normas de biossegurança.

O novo toque de recolher em Campo Grande foi decidido após reunião realizada na manhã desta quarta-feira (25) na Prefeitura, e que contou com a participação de representantes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), e Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG).

O Secretário de Saúde de Campo Grande, José Mauro, disse em entrevista coletiva que a decisão do novo toque de recolher aconteceu porque muitos jovens com idades entre 20 e 40 anos estão testando positivo para o Coronavírus e, consequentemente, contaminando seus pais, avós, irmãos e amigos.

Muitos jovens entre 20 e 40 anos estão testando positivo e contaminando seus pais, avós. É uma tendência que pode aumentar o número de óbitos daqui 15 dias”, disse José Mauro.

Essa decisão foi tomada porque muitos desses jovens saem a noite e vão se divertir em baladas, bares e conveniência, não respeitando o distanciamento social, o uso de máscara e a higienização das mãos com álcool gel.

A Guarda Civil Municipal (GCM) e as Polícias Civil e Militar vão intensificar a fiscalização e as blitze para coibir as festas clandestinas e a aglomeração de pessoas nos bares e conveniências que permanecerem abertos durante o período em que os estabelecimentos devem ficar fechados.

O presidente da CDL, Adelaido Vila, disse que os comerciantes estão “fazendo o dever de casa”, inclusive demitindo funcionários e, muitos, decretando a própria falência, enquanto jovens irresponsáveis participam de festas e aglomerações colocando em risco a vida de todos.

Coronavírus (Covid-19) na capital

Verificou-se nos últimos meses um aumento considerável de novos casos de infectados por Coronavírus, obrigando as autoridades de saúde e emitirem um alerta a população.

Somente entre os dias 15 e 21 de novembro deste ano, foram registrados 2.977 novos casos, ou seja, um aumento de 59,7%, se comparado com a semana anterior.

Segundo informações do Governo Estadual, foram registrados 2.977 novos casos na macrorregião de Campo Grande, o que representa um aumento significativo, já que na semana anterior havia sido registrado 1.863 novos casos.

As autoridades de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul estão pedindo a população para que continuem respeitando o distanciamento social e, sobretudo, para que usem máscaras e utilizem o álcool gel para higienizar as mãos.

E, se por acaso necessitarem saírem as ruas, que evitem aglomerações e façam suas compras o mais rapidamente possível, retornando imediatamente as suas respectivas residências.

Com informações da Assessoria de Comunicação da PMCG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo