Artesãos levam belezas do Estado para Feira Nacional em Belo Horizonte com apoio da FCMS

Campo Grande (MS) – A Fundação de Cultura, por meio da Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais em parceria com o Programa de Artesanato Brasileiro, participa da 31ª Feira Nacional de Artesanato em Belo Horizonte/MG, que acontece de 1º a 06 de dezembro no Centro de Exposições – Expominas.

30ª Feira Nacional de Artesanato em Belo Horizonte/MG – Foto: Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da FCMS

Em um estande de 100 metros quadrados o Estado de Mato Grosso do Sul terá a oportunidade de mostrar a grande diversidade do seu artesanato e sua variedade de tipologias e matérias primas, como cerâmica, madeira, fibras, sementes entre outros produtos que refletem a fauna e flora de MS e sua cultura, com influências indígenas, fronteiriças, do homem pantaneiro e quilombola.

Foram selecionados as seguintes instituições e artesãos individuais que irão representar o Etado de MS na feira: Proart: Associação de Produtores de Artesanato de MS; Uneart: União dos Artesãos de MS; Artems: Associação de Artesãos de MS; Sinart/MS: Sindicato dos Artesãos de MS. Artesãos individuais: Andrea Lacet – Cerâmica e Ana Vitorino Leoderio – Madeira.

Nesta parceria entre FCMS, PAB e Sebrae/MS, a Fundação de Cultura transporta as peças de artesanato com o caminhão doado pelo Programa do Artesanato Brasileiro e faz a curadoria da participação no estande durante a feira; o Programa do Artesanato Brasileiro compra e cede para os estados o estande de 100 metros quadrados e o Sebrae/MS arca com as passagens aéreas e hospedagem das artesãs que vão participar da feira.

30ª Feira Nacional de Artesanato em Belo Horizonte/MG – Foto: Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da FCMS

A gerente de Atividades Artesanais da Fundação de Cultura de MS, Katienka Klain, informa que a 31.º Feira Nacional do Artesanato em Belo Horizonte/MS é a primeira feira de forma presencial que o artesanato de MS irá participar após um grande período de quarentena e feiras suspensas: “É um termômetro para sentir como serão as vendas presenciais, as parcerias formadas foi essencial para a participação dos artesãos nas feiras, nesse momento com as vendas paradas sem essas parceria seria inviável a participação na feira esse ano”.

Confira mais informações sobre o evento no site: www.feiranacionaldeartesanato.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo